Deus pôs o homem no Éden para cuidar do jardim.

Gênesis 2: 15
E tomou o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar

Existe algo mais profundo a ser entendido neste versículo. O Senhor Deus delegou dois compromissos ao homem dos quais exige que se preste conta ao final de todas as coisas. O primeiro compromisso é o de lavrar a terra, assunto que tratamos em lição anterior e, espero que tenha ficado bem entendido que o homem foi criado para trabalhar. Já o segundo compromisso é o de “guardar” a terra, contudo, o “guardar”, aqui, não aponta para o sentido de vigiar, senão ser vigiado contra o próprio homem, ou seja, zelar para que a terra não seja destruída pela ação pecaminosa e devastadora do homem.

A lição desta semana abordará um tema que parece (apenas parece) não ser da responsabilidade do crente. Afinal de contas, em que estaríamos contribuindo para a devastação do planeta Terra? Muitos dirão que provavelmente não estão destruindo o planeta e, muito menos, colaborando com a destruição dele. Tudo bem! Então, mudaremos a nossa pergunta: O que temos feito para minimizar o processo acelerado desta devastação?

Existe uma ilustração muito conhecida que fala de um beija-flor se esforçando para apagar um incêndio na floresta e quando disseram a ele que jamais conseguiria seu intento, sua resposta foi categórica: – “Estou fazendo o que me cabe como responsabilidade.” A primeira vista a ilustração parece surreal, pois é inconcebível responsabilizar um ser tão pequeno e incapaz diante de uma situação de proporções gigantescas. Como habitantes, individualmente falando, do planeta Terra, nos vemos como o beija-flor da ilustração e a pergunta é óbvia: “O que posso eu (sozinho) fazer pelo planeta?” A reposta é tão óbvia quanto à pergunta – “faça a sua parte”.

Em Adão, todo e qualquer ser humano recebeu o compromisso de lavrar e guardar a Terra, ou seja, podemos usar o planeta com todos os seus exuberantes e inesgotáveis recursos estando conscientes que a manutenção da inesgotabilidade dos recursos vai depender de como estamos tratando o planeta. Então, quando o Senhor disse que Adão deveria guardar, também, o jardim, Ele apontava para a preservação de todos os recursos que estavam a disposição de Adão.

A Ciência afirma que em algumas décadas alguns recursos naturais indispensáveis à vida humana entrarão em colapso. Se eles estão certos ou errados na declaração, é uma questão que não podemos deixar chegar ao extremo para, depois, pensar em reparar o estrago. Ainda que, nem com o esforço de toda a humanidade consigamos reverter o quadro devastador para o qual caminha o planeta Terra, pelo menos, poderemos retardar o efeito. E, como crentes salvos em Jesus Cristo não podemos ter pensamentos egoístas alegando que não estaremos aqui para sofrer estas consequências. Muito menos podemos atribuir a Deus uma responsabilidade que é exclusivamente nossa.

Nosso Deus nos deus este magnifico e exuberante planeta para vivermos, cuidar dele e guardá-lo é responsabilidade nossa.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.