O cristão deve ter o cuidado de proceder conforme o que está na Palavra.

Josué 1: 8
Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido”.

Enquanto nós, como crentes, não compreendermos plenamente a terrível e devastadora malignidade do pecado, jamais, compreenderemos com clareza o real significado do sacrifício de Jesus e, muito menos, o amor com que Deus nos ama. Devemos entender de forma definitiva que o pecado não é um comportamento, não é uma atitude e, muito menos, um sentimento ou pensamento, o pecado é um estado; uma condição que o ser humano se encontra nela sem a mínima possibilidade de, por si mesmo, mudar esse quadro. O pecado não é uma “sujeirinha” que se remove “pregando”, cantando, batendo palmas, gritando, falando línguas estranhas, “profetizando”, rodopiando, chorando, etc. etc. etc.. E, por isso – pela gravidade que o pecado é, nosso Deus não suporta nem tolera o pecador diante de Si.

“- Deus te aceita do jeito que você é!” Essa frase, que muitos pregadores sensacionalistas vociferam com uma autoridade que não têm, tem iludido muitos crentes. As pessoas julgam que podem permanecer na presença de Deus sem estarem devidamente em condições para isso. Sem dúvida alguma, Deus aceita o pecador sim, contudo isso se dá através de Cristo Jesus, mas para permanecer na presença de Deus é exigida uma condição totalmente diferente da que ele vivia antes – é exigido do pecador regeneração; novo ser e novo nascimento.

O pecado não é um acessório que o ser humano decide se quer usar ou não, o pecado é parte integrante do ser humano desde o nascimento e, o ser humano só estará definitivamente livre do seu jugo depois de: arrependido dos seus atos pecaminosos; tê-los confessado ao Senhor Jesus e com isso ter recebido a salvação gratuitamente para que num esforço que está ao seu alcance possa no Grande Dia do Senhor entrar para o gozo eterno com seu Deus. Diante dos olhos de Deus a distinção do pecado entre os homens está na esfera da intensidade – uns pecam em demasia outros nem tanto, porém o pecado está arraigado em todo ser humano. O pecado não esse extingue com o tempo, enquanto o homem viver o pecado estará nele.

O sacrifício de Jesus quando é aceito pelo pecador, tira de sobre este o jugo do pecado, porém o pecado ainda detém certo poder sobre o agora livre, instigando-o insistentemente a retornar às antigas práticas. E a única forma de não sermos dominado pelo poder do pecado é nos mantermos o mais próximo possível de Deus e, uma formula simples e fácil de alcançarmos isso é estarmos em contato constante com a Palavra de Deus, contudo, só pelo fato de sermos leitores assíduos da Palavra de Deus, não estamos eximidos de pecar, além de mantermos o contato diário temos que nos esforçar para não sucumbirmos.

Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.