O pecado só pode ser apagado pelo sangue de Jesus.

I João 1: 7
 “Mas, se andarmos na luz, como Ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado”.

Andar na luz tem um sentido muito mais amplo do que caminhar por um caminho meramente iluminado. Andar na luz só é possível quando estamos sensibilizados pelo Espírito Santo de Deus e, em virtude disto, realizamos todas as coisas criteriosamente dentro da vontade de Deus – devemos sentir somente o que o Senhor deseja que sintamos – “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus”; devemos pensar somente naquilo que o Senhor deseja que pensemos – “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai”; e, que devemos realizar somente aquilo que Ele deseja que realizemos – “E fazei os meus estatutos, e guardai os meus juízos, e fazei-os; assim, habitareis seguros na terra”.

Andar na luz, como Ele na luz está nos proporciona não somente um bem estar espiritual, antes, o andar na luz com Jesus garante uma qualidade de vida que poucos, muito poucos, tem experimentado. Andar na luz com Jesus conduz o homem ao Céu e, também, o torna próspero ainda neste mundo. Andar na luz com Jesus condiciona o crente a olhar para o próximo com um profundo sentimento de comiseração e, por isso, o crente que está na luz com Jesus não perde a oportunidade de demonstrar o amor que tem pelo próximo.

Gosto sempre de deixar bem “frisado” que manter-se salvo não é como um passe de mágica. O Senhor, pela Sua Palavra escrita, nos dá a “receita” de como nos manter salvos, porém, se não houver de nossa parte uma “cooperação” neste processo de “caminhada na luz”, os efeitos desta condição serão anulados. Isto é, ainda que estejamos andando na luz como Jesus, a comunhão com os irmãos dependerá da nossa cooperação. Mas, alguém pode dizer: – “Ora, se uma pessoa diz estar andando na luz e não tem comunhão com os irmãos, esta pessoa não está regenerada”. Sim, de fato, não está!

Não devemos estar iludidos quanto ao que chamamos de regeneração espiritual. Ela não acontece num “estalo”. A regeneração acontece em dois atos: o primeiro ato é uma obra exclusiva de Deus, sendo assim, no ato da salvação somos regenerados posicionalmente, isto é, somos vistos como “inocentes” em nossos delitos, mas, a partir deste ato de Deus tem que haver com a nossa cooperação a regeneração processual, que é o segundo ato da conversão. Deus não transforma ninguém naquilo que a pessoa não quer ser. Ele até usa as pessoas para cumprir os Seus propósitos contra a vontade delas, mas mudar caráter, personalidade e natureza, isso Ele não faz.

Pedro andou com o Senhor Jesus durante todo o Seu ministério terrestre e não era convertido.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.