Devemos fechar as portas às obras do Inimigo.

I Pedro 5: 8
 “Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar”.

É diante de um texto como esse que me vejo na obrigatoriedade de discordar de Calvino no ponto onde ele assegura que uma vez salvo, o homem está salvo para sempre. Creio com toda convicção que se não houvesse nenhum risco de alguém perder a benção da salvação, a Bíblia, sendo a Palavra do próprio Deus, não se incomodaria em nos fazer tantas advertências sobre a possibilidade de alguém que foi salvo, por displicência perder essa salvação. Concordaria com Calvino se o que ele disse aponta para o fato de que aquele que foi salvo um dia, mesmo que no percurso da vida venha a pecar, este pecador não precisa ser salvo novamente, mas tão somente confessar com arrependimento seu pecado. Neste caso ele está certo.

O jargão gospel – Deus é fiel – muito pronunciado pelos pregadores afogueados com a intenção de inflamar os ouvintes, tem a conotação de que, independentemente, da condição espiritual em que estejamos vivendo, Deus jamais vai nos abandonar ou nos deixar ser humilhados. Bom, para esses “crentes” desavisados eu digo que a fidelidade de Deus está limitada tão somente ao que Ele diz, ou seja, Deus é fiel a tudo quanto Ele diz, se Ele não disse nada a respeito de alguém, não tem por que ser fiel. Para esse tipo de crente, que vive em busca, tão somente, das bênçãos de Deus, eu sugiro que te debruces sobre a Bíblia e leia atentamente a história de Davi. Tudo quanto o Senhor disse a respeito de Davi, Ele foi fiel em cumprir – bênçãos e castigos.

Todos os incidentes envolvendo os filhos de Davi, foram cumprimento das palavras que Deus falou pela boca do profeta Natã – “Eu lhe serei por pai, e ele me será por filho; e, se vier a transgredir, castigá-lo-ei com vara de homens e com açoites de filhos de homens”, nisso o Senhor foi fiel e, esse tipo de fidelidade causa espanto, não é mesmo? Imaginem Davi ouvindo esses pregadores de hoje dizendo que Deus é fiel e que, por isso, não precisamos temer nada. Sem duvida alguma Davi diria: – Que fidelidade é essa que permite que meus filhos se matem e se rebelem contra mim?

Davi é um dos melhores exemplos bíblicos que devemos seguir, isso no aspecto de servir a Deus com sinceridade de coração, pois, depois de ouvir o que o Senhor falou pelo profeta, Davi entendeu e acatou a palavra do Senhor. Davi estava consciente dos graves efeitos do seu pecado e confiante na promessa feita pelo Senhor acerca da sucessão no trono.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.