A tentação de Eva.

Gênesis 3: 1-7
 “Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o Senhor Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, mas, do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. Então, a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. E, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. Então, foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais”.

Eva se deixou levar pela concupiscência e pela soberba. O anseio em querer ser mais do que devia ser; saber além do que lhe era necessário; e, viver sem prestar obediência ao Criador dos seus atos, a conduziu para o caminho inevitável da queda. Não estamos ensinando que as pessoas não devam desejar ter melhores condições ou que se contentem com o que sabem, no sentido de desenvolvimento, o ser humano tem a obrigatoriedade de evoluir, contanto que nunca se esqueça que há um Deus no Céu a quem devamos prestar obediência dos nossos atos.

O primeiro erro de Eva foi dar “ouvido” à voz da serpente. Ainda que ela tivesse escutado a voz da serpente durante algum tempo, isso não foi a razão do pecado, o primeiro passo em direção a queda se deu quando ela parou para ouvir o que a serpente dizia. Percebe-se, pelo texto, que o diabo, na maioria das vezes, não virá “pessoalmente” tentar as pessoas, ele sempre estará usando as “coisas” mais inofensivas para, em primeiro instante, atrair a “presa”, e, quando dizemos que ele pode usar os irmãos que estão ao nosso lado nas igrejas, algumas pessoas ficam chateadas, mas se observarmos a Escritura Sagrada, vemos que Pedro foi instrumento do diabo num determinado momento de sua vida – “Jesus, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens”, o objetivo do diabo, neste caso, não era fazer com que Pedro caísse, mas que Jesus desobedecesse ao Pai Celestial.

Embora seja considerado pela Bíblia o pai da mentira, Satanás faz uso daquilo que está estabelecido como a verdade para inserir a duvida no coração do homem. No caso de Eva, ele fez uso das verdades ditas por Deus e deu uma “mexidinha” insignificante na interpretação, induzindo Eva a repensar no que tinha ouvido de Adão acerca da proibição. O primeiro passo de Satanás ao tentar Eva, foi o de levá-la a duvida sobre qual seria a árvore proibida. Em outras palavras o que ele disse a Eva foi: – “Como você sabe que esta é a árvore que está no meio do jardim? Você já mediu o jardim e concluiu por si mesma que esta é a árvore que está exatamente no meio? Pode não ser esta Eva e você perderá a oportunidade de provar este delicioso fruto”.

Quando analisamos o que estamos vivendo no meio evangélico e comparamos com o que aconteceu com Eva, concluímos que Satanás continua usando o mesmo princípio para tentar o homem – deixar a pessoa “à vontade” diante do pecado. Quando o diabo insinuou para Eva que a árvore, em si, não oferecia nenhum risco para a vida dela, ele estava certo. Por incrível que pareça, ele disse a verdade. O problema não estava na árvore, mas tão somente no que Deus havia dito; o problema não estava no ato de comer o fruto, mas em desobedecer a voz de Deus.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

2 thoughts on “A tentação de Eva.

  • 7 de janeiro de 2020 em 07:30
    Permalink

    Paz do Senhor, seus comentários da leitura diária são uma bênção. Deus llhe abençoe.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.