A apostasia de Cam.

Gênesis 9: 22
 “E viu Cam, o pai de Canaã, a nudez de seu pai e fê-lo saber a ambos seus irmãos, fora”.

Muitos crentes quando se deparam com as narrativas bíblicas concernentes à conquista da terra prometida pelo povo de Israel e, ao se depararem com as exigências que Deus faz em relação aos cananeus – exterminá-los sem nenhuma misericórdia, ficam encabulados e apreensivos quanto à misericórdia divina. O questionamento é sempre o mesmo: como que um Deus que é Todo Amor, Justo, Compassivo, Longânimo, Misericordioso e tardio em irar-se, ordena que Israel extermine outros povos?

Ao contrário do que muitos crentes imaginam, a história da humanidade não está escrita num rascunho, e Deus que tem reescrever a história de acordo com as circunstancias e fatos. O que Deus escreveu desde o principio é o que é e, diante disto, o homem pode até mudar a forma como as coisas acontecem, mas no fim elas sempre terminarão com os propósitos de Deus sendo cumprido.

Israel ante de ser reconhecido, no passado, como um grande povo, mesmo antes de Jacó ter seu nome mudado para Israel, já tinha uma gama enorme de inimigos. Nações que odiavam o povo semita pelo simples fato de servirem a Deus. Mas, vamos falar da exigência do Senhor em relação aos povos que habitavam na terra prometida e entender a razão da exigência do Senhor.

Tudo teve inicio com um ato insano de Cam, filho de Noé, diante um comportamento impróprio do pai. O tema do artigo não é dado por mim, eu sigo as sugestões da revista e, o tema deste artigo é “A Apostasia de Cam”, ora, devemos entender que o termo apostasia não aponta literalmente para um abandono da fé, ou seja, um apóstata não é uma pessoa sem fé, repito, estamos falando no sentido literal da palavra fé, o apóstata é aquele ou aquela que abandonou, ignorou, desprezou deliberadamente um conceito, uma regra, um preceito. O apóstata é a pessoa que renunciou práticas de conduta moral ou espiritual. No caso de Cam, ele abandonou os bons costumes familiares que tem como base o respeito.

Ao narrar este acontecimento, Moisés nos dá uma infinidade de detalhes para que a interpretação do comportamento de Noé não seja outra como sendo impróprio. Embora a Bíblia condene veementemente a embriaguez, Noé só tinha a seu dispor naquele tempo a lei moral impressa na sua consciência. Mas a questão não é o estado de Noé e, sim o comportamento do seu filho Cam. Noé bebeu demais dentro da sua tenda e, numa atitude imprópria, ficou nu dentro da sua tenda. Ele como sendo o chefe da família e estando dentro da sua tenda, qualquer pessoa que lhe quisesse falar ou ver deveria ter uma permissão para isso.

Cam, além de invadir a privacidade do pai, levou a público o que havia acontecido dentro da tenda do pai. O preço pago por esta atitude inconsequente de Cam, foi uma “maldição” pronunciada por Noé sobre o neto Canaã – eles seriam servos (escravos) dos próprios irmãos.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

One thought on “A apostasia de Cam.

  • 25 de fevereiro de 2020 em 19:10
    Permalink

    Excelente comentário!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.