A multiplicação da família de Noé.

Gênesis 9: 1 e 7
 “E abençoou Deus a Noé e a seus filhos e disse-lhes: frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra… Mas vós, frutificai e multiplicai-vos; povoai abundantemente a terra e multiplicai-vos nela”.

A ideologia politica globalista não é algo novo que surgiu nas ultimas décadas. A ideia de tornar o mundo todo regido por um sistema único, inicialmente visando o mundo politico, existe desde épocas remotas. A Bíblia, o maior, melhor e mais confiável compêndio da história da humanidade, nos revela que o primeiro movimento globalista surgiu logo após o dilúvio. Ainda que as ideias fossem “arcaicas” a finalidade do movimento era reunir todas as pessoas em um só ambiente.

Toda a humanidade havia sido dizimada pelo diluvio e, por isso, recaiu sobre Noé e sua família a responsabilidade de povoar toda a terra – a vasta extensão de toda a Terra. O mundo deveria ser desbravado, conquistado e subjugado, subjugado no sentido de explora-lo observando a preservação de toda a obra criada por Deus.

Quando começamos a pensar na ordem que Noé e sua família receberam de Deus, imediatamente nos vem à mente que isso seria uma tarefa demorada e penosa. Demorada por causa do processo natural do desenvolvimento do ser humano e penosa por que conquistar toda a Terra é algo quase impossível para aquele tempo. Independentemente se Noé e seus filhos tinham a nítida noção da extensão da Terra, nós não vemos, em momento algum, ele questionarem o Senhor Deus sobre a ordenança. Deus não determinou um tempo para que a tarefa de povoar a Terra fosse cumprida e, muito menos estipulou um meio para alcançarem o objetivo. Deus não traçou metas para serem alcançadas, apenas solicitou que a Terra fosse abundantemente povoada.

Os filhos de Noé – Sem, Cam e Jafé, são os progenitores de muitos povos relatados na Bíblia. Os povos que deveriam ser expulsos e destruídos da terra prometida, muitos deles tinham sua origem neles. Segundo a genealogia bíblica estas são as nações que descenderam de: Sem – hebreus, caldeus, assírios elamitas e sírios; de Cam – cananeus, egípcios, filisteus, hititas e amorreus; de Jafé – gregos, trácios, citas, frígios e medo-persas.

De uma “simples” família, chegamos hoje aos incríveis sete bilhões, setecentos e cinquenta milhões de pessoas (dados da Fundação Alemã para a População Mundial (DSW)) espalhadas pelo globo terrestre, sendo que a maior concentração por quilometro quadrado se encontra no continente asiático. E a perspectiva é de alcançarmos, em 2023, a incrível cifra dos oito bilhões (8.000.000.000).

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– https://www.dw.com/pt-br/populaçao-mundial-chega-a-775-bilhoes-em-2019/a-51763913

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.