A infância de Jesus.

Lucas 2: 52
 “E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens”.

Do nascimento de Jesus até à realização do seu primeiro ato miraculoso nas bodas de Caná, a Bíblia não relata em nenhuma de suas páginas qualquer milagre ou obra de poder realizada por Ele. Nenhum registro extra bíblico acerca da faixa etária do Senhor Jesus que compreende do Seu nascimento até a adolescência é digno de crédito. Por mais renomado que seja o historiador, se os seus relatos se não estiverem coadunados com a Palavra de Deus, eles não passam de estórias fantasiosas e mentirosas. Em muitas questões e, principalmente nesta, a infância de Jesus, somente a Bíblia deve ser referida como fonte segura e confiável.

Qualquer artigo ou discurso, mesmo que tenha sido escrito ou pronunciado pelo mais célebre dos homens, que faz alusão a certos prodígios de Jesus quando ainda era uma criança ou adolescente, tais como dar vida a animaizinhos de barro ou fazer ressuscitar um amiguinho que caiu de um terraço, não devem receber de um verdadeiro crente, credibilidade. É o tipo de assunto que nem merece comentário nem apreciação. Este, entre outros, é um assunto que deve ser comentado ou interpretado tão somente até ao ponto do que nos informa a Bíblia Sagrada.

Sobre a infância de Jesus, inferimos pelo que nos informa a Sagrada Escritura, que ela tenha sido tão normal como a de qualquer menino de sua época. Quando foi que Jesus teve consciência de quem era é uma pergunta que vai ficar sem resposta, pois a Palavra de Deus não nos informa isso. O que muitos estudiosos dizem e alguns se atrevem a afirmar é que essa consciência foi despertada aos doze anos, porém, a resposta dada aos seus pais quando estes o procuravam não oferece suporte suficiente para tal afirmação. Atentem para o que escrevemos, dissemos que Jesus teve uma infância tão normal como a de qualquer outro menino de sua época e não que Ele era tão normal como os outros meninos.

Jesus é um exemplo maravilhoso para todos os jovens e adolescentes. Cresceu de maneira equilibrada, sem negligenciar qualquer aspecto da vida, e sua prioridade era fazer a vontade do Pai –“Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas vos serão acrescentadas”, sabia ouvir – “E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os” e fazer as perguntas certas, Aprendeu a trabalhar e foi obediente aos país.

O menino Jesus cresceu em uma família grande, em uma cidade desprezada, sob os cuidados de pais provavelmente sem muitos recursos, A religião judaica encontrava-se em seu ponto mais baixo, o governo romano estava no poder, e a sociedade passava por um período de transição e de medo.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Comentário Bíblico Expositivo do Novo Testamento – Warren W. Wiersbe

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.