Ao que clama, Deus promete responder e revelar verdades.

Jeremias 33: 3
 “Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes”.

Talvez o maior obstáculo para uma rápida resposta de Deus à nossas orações seja a finalidade com a qual estamos orando. Na grande maioria das vezes nossas orações têm como objetivo que nossas vontades se cumpram no céu e sob nenhuma circunstância nossas orações devem ter características de algo que está sendo imposto. Certamente que uma oração que é atendida rapidamente é a oração de alguém que está consciente de que é a vontade de Deus que vai se realizar na terra.

É espantoso (para não dizer trágico) como algumas pessoas se “dobram” para orar a Deus, logo após terem praticado algo abominável. Conheço pessoas que em plena vida de fornicação dobravam seus joelhos após o ato sexual e “ia orar”. Conheço casos de irmãos que após violenta discussão com seu cônjuge dobrava seus joelhos e “ia orar”. Conheço irmãos que, visivelmente, tem um espirito rancoroso e que, sem nenhum pudor, dobram seus joelhos e “oram”. Conheço obreiros que durante toda sua oração não pronuncia o nome de Jesus nem uma vez sequer, nem para finalizar. Como que uma oração feita nas condições citadas acima pode chegar até o trono de Deus?

Evidentemente que os obstáculos de nossas orações são muitos e, não basta identificá-los, se não conseguimos eliminá-los sozinhos, então recorramos ao nosso Deus que nos socorrerá indiscutivelmente. Abaixo citaremos, provavelmente os mais comuns, obstáculos à nossas orações:
– Pecado de qualquer tipo – “Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir. Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça”.
– Um Espírito rancoroso – “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem, e apresenta a tua oferta”.
– Egoísmo, motivos maus – “Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites”.
– Tratar mal a seu cônjuge – ” Igualmente vós, maridos, coabitai com ela com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus coerdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações”.
– Incredulidade – ”Peça-a, porém, com fé, não duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa”.
– Não pedir no nome de Jesus – ”Até agora, nada pedistes em meu nome; pedi e recebereis, para que a vossa alegria se cumpra”.

Entenda que não estamos dizendo que todas as orações que ainda não foram respondidas são por causa de algum destes obstáculos, sem dúvida alguma Deus tem o próprio tempo para responder todas as orações que chegam até Ele.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Oração Intercessória – www.harvestime.org

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.