Deus deseja que os filhos confiem na sabedoria de seus pais.

Lucas 2: 51
 “E desceu com eles, e foi para Nazaré, e era-lhes sujeito. E sua mãe guardava no coração todas essas coisas”.

Em todos os aspectos da vida de um ser humano, nenhum exemplo pode ser mais apropriado do que o exemplo de vida que Jesus nos deixou. Jesus é a nossa referência em toda e qualquer circunstância. Jesus nasceu, cresceu e viveu toda a Sua vida terrena em um lar pobre (isso em relação aos padrões da época) e, a evidência deste fato está na oferta que foi feita quando foi apresentado no Templo para ser circuncidado – “para darem a oferta segundo o disposto na lei do Senhor: um par de rolas ou dois pombinhos”.

Jesus, o Filho de Deus, o Maravilhoso Conselheiro, o Deus Forte, o Pai da Eternidade, o Príncipe da Paz desceu da Sua Majestosa Glória para “se sujeitar” ao governo dos seus pais terrenos – José e Maria, e compartilhar com toda a sua família as limitadas condições de sobrevivência.

O presente comentário é conscientizar o leitor acerca das responsabilidades dos pais para como os filhos e vice-versa. É obrigação solene dos pais dar aos filhos a instrução e a disciplina condizente com a fé professada. Os pais devem ser exemplos de vida e conduta cristãs, e se importar mais com a salvação dos filhos do que com seu emprego, profissão, trabalho na igreja ou posição social.

É responsabilidade dos pais dar aos filhos criação que os prepare para uma vida do agrado do Senhor. É a família, e não a igreja ou a Escola Dominical, que tem a principal responsabilidade do ensino bíblico e espiritual dos filhos. A igreja e a Escola Dominical apenas ajudam os pais no ensino dos filhos. A essência da educação cristã dos filhos consiste nisto: o pai voltar-se para o coração dos filhos, a fim de levar o coração dos filhos ao coração do Salvador.

Infelizmente em nossos dias está travada uma verdadeira batalha entre o bem e o mal. Satanás quer convencer a nossos filhos de que seu caminho conduz à felicidade e à diversão e que, nós, como pais, queremos com os nossos conselhos e ensinos impedir que se divirtam, por isso não deveríamos exercer nenhuma autoridade sobre eles. Que para ser populares precisam pensar, falar e agir segundo os ditames da cultura moderna. Que não devem se preocupar com o futuro e que devem desfrutar de todo o prazer que possam obter agora. E, para enfrentarmos esta influência, devemos ensinar nossos filhos acerca de Deus tão logo tenham entendimento. A maneira de fazer é através das Escrituras, lendo-as e explicando o que Deus tem feito em suas próprias vidas.

A oração é um bom exemplo disto. Devemos ajudar a nossos filhos a compreender que a oração é uma conversa muito real com o próprio Deus, e mostrar-lhes como compartilhar com ele o que está em suas mentes.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal – Estudo Doutrinário Pais e Filhos (pag. 1839)
– Como Transmitir Nossa Fé aos Nossos Filhos – Jim Servidio

Compartilhar

One thought on “Deus deseja que os filhos confiem na sabedoria de seus pais.

  • 18 de setembro de 2020 em 09:09
    Permalink

    A paz do SENHOR a todos!Deus deseja que os filhos confie na sabedoria de seus pais,Jesus como filho deu exemplo em tudo!Jesus crescia em sabedoria,e em estatura.Maria e José sempre foi modelo de pais.De exemplos aos seus filhos e nunca eles desviará do caminho,que seus pais o ensino.😃

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.