É hora de despertar.

Romanos 13: 11
 “E isto digo, conhecendo o tempo, que é já hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé”.

Avivamento espiritual não é para produzir no crente uma sensação de bem-estar ou euforia, antes, o avivamento espiritual serve para conscientizar o crente de que ele precisa melhorar e em quais áreas de sua vida como servo de Deus essa melhora deve ocorrer. Avivamento espiritual serve para revelar ao crente que o que ele tem feito em prol da obra de Deus ainda não é o suficiente, sendo assim, o crente é despertado a trabalhar com mais dedicação e empenho.

Avivamento espiritual serve para revelar ao crente que ele ainda não alcançou o grau máximo de pureza e santificação, e mesmo que viva duzentos anos sobre esta terra não alcançará isso, todavia, o avivamento espiritual o impele a buscar a santidade e a pureza moral e espiritual com mais fervor. O avivamento espiritual serve para estimular o crente a viver o dia de hoje como se fosse o dia do arrebatamento. O avivamento espiritual conscientiza o crente a estar preparado para o arrebatamento, pois ele pode ocorrer a qualquer momento e, mesmo que a nossa geração não seja a do arrebatamento, uma coisa ninguém pode negligenciar, podemos ser chamados a ir ao encontro do Senhor (morrer).

“Despertar do sono” conforme Paulo diz, nos remete  a duas situações que, infalivelmente, conduzirão o crente a queda; primeira, quem está dormindo, está, sem sombra de duvidas, vulnerável aos ataques do diabo (entenda que não estamos falando do sono no aspecto físico, mas no espiritual), pois quem está dormindo, indiscutivelmente, não está vigiando e muito menos orando; a segunda situação nos revela que se alguém está dormindo é porque está confiante nas condições que o cerca e, isso pode ser pelas mais variadas razões.

Esclarecendo melhor a questão da segunda situação quero expor de forma mais clara o que dissemos acima e, para isso, tomemos como exemplo nossa casa e nosso quarto de dormir. Certamente estamos convictos de que nenhuma fechadura, por mais segura que seja pode impedir a entrada de um ladrão em nossa casa, entretanto deitamos e dormimos tranquilamente porque confiamos em nosso Deus, o Guarda de Israel. Todavia, Paulo está dizendo que alguns crentes devem despertar do sono porque estão dormindo tranquilamente em virtude da vizinhança ou os que o rodeiam são pessoas amigáveis. Ou seja, é o tipo de crente que não incomoda e, por isso, não corre nenhum perigo estando em meio a lobos.

O sono deste tipo de crente se baseia em estar conformado com o mundo, cujo lema é: não incomodando não serei incomodado, se não perturbo não serei perturbado.

Despertemos, pois Jesus vem!

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.