Quem conhece o valor da sabedoria?

Jó 28: 13-14
 “O homem não lhe conhece o valor; não se acha na terra dos viventes. O abismo diz: Não está em mim; e o mar diz: Ela não está comigo”.

Atentemos para o que Pearlman escreveu sobre a sabedoria de Deus: “A sabedoria de Deus reúne a sua onisciência e sua onipotência. Ele tem poder para levar a efeito seu conhecimento de tal maneira que se realizem os melhores propósitos possíveis pelos melhores meios possíveis. Deus sempre faz o bem de maneira certa e no tempo certo. ‘Ele fez tudo bem’. Esta ação da parte de Deus, de organizar todas as coisas e executar a sua vontade no curso dos eventos com a finalidade de realizar o seu bom propósito, chama-se Providência. A divina providência geral relaciona-se com o universo como um todo; sua providência particular relaciona-se com os detalhes da vida do homem”.

Stanley Horton, usando um “linguajar” mais claro, escreve sobre a sabedoria divina e, de uma forma fácil para a nossa compreensão, diz o seguinte: “No mundo antigo, o conceito de sabedoria estava, quase sempre, relacionado ao campo da teoria e do debate. A Bíblia, porém, coloca a sabedoria no âmbito da prática e, mais uma vez, nosso modelo para esse tipo de sabedoria é Deus. A ‘sabedoria’ (hb. hochmah) reúne o conhecimento da verdade com a experiência do cotidiano. A sabedoria como conhecimento pode capacitar a pessoa a encher sua mente com uma enorme quantidade de fatos, mas sem qualquer entendimento do seu significado ou aplicação. A verdadeira sabedoria, porém, orienta.

O conhecimento que Deus possui dá-lhe o discernimento de tudo quanto existe e que poderá vir a existir. Tendo em vista o fato de que Deus existe por si mesmo, seus conhecimentos estão além de nossa simples imaginação; são ilimitados – “Grande é o nosso Senhor e de grande poder; o seu entendimento é infinito”. Ele aplica com sabedoria o seu conhecimento. Todas as obras das suas mãos são feitas pela sua grande sabedoria, e assim Ele pode tirar ou colocar reis, mudar os tempos e estações, conforme lhe parecer bem – “Ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e ciência aos inteligentes”.

Deus deseja que participemos de Sua sabedoria e de Seu conhecimento a fim de podermos conhecer os seus planos a nosso respeito, para podermos viver no centro de sua vontade – “Para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em amor e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus — Cristo, em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência”.

Também, Norman Geisler, a respeito da sabedoria de Deus, nos ensina o seguinte: “Considerando que Deus é infinito e sábio, Ele tem de ser infinitamente sábio”. A esta característica divina, Geisler define como “onissapiência, ressaltando que aplicada a Deus se refere à Sua habilidade infalível de escolher os melhores meios para realizar os melhores fins.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça  e Paz.

 Referências:
– Conhecendo as Doutrinas da Bíblia – Myer Pearlman
– Teologia Sistemática – Stanley Horton
– Teologia Sistemática – Norman Geisler

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.