O preço da sabedoria é maior que o das pérolas.

Jó 28: 18-19
 “Ela faz esquecer o coral e as pérolas; porque a aquisição da sabedoria é melhor que a dos rubis. Não se lhe igualará o topázio da Etiópia, nem se pode comprar por ouro puro”.

O capítulo 28 de Jó, é visto por muitos estudiosos como uma “porção” que foi inserida posteriormente, entretanto seu conteúdo está inerentemente ligado a todo o livro. O assunto tratado neste capítulo nos dá a impressão de que seja um resumo de tudo o que Jó disse até o presente momento. Reafirmando que a verdadeira sabedoria é inacessível para o homem. O homem não pode encontrá-la por um mero acaso e nem comprá-la como se fosse uma mercadoria. Somente Deus tem tal sabedoria. Ele comunica ao homem apenas “o começo da sabedoria”: as instruções para adorar a Deus e evitar o mal. As implicações para JÓ são óbvias. JÓ nunca conseguirá entender por que todas essas coisas aconteceram com ele. O conselho da sabedoria é continuar fazendo o que sempre fez.

Quando Jó faz a comparação da sabedoria em relação aos metais mais preciosos que existem, ele não está definindo quanto custa para adquiri-la, melhor que isso, Jó quer nos fazer compreender o quanto é importante para o homem adquirir a verdadeira sabedoria. O que Jó quer nos ensinar é que a aquisição da verdadeira sabedoria é o maior e o melhor negócio que alguém pode empreender. A aquisição da verdadeira sabedoria demanda esforço de quem a pretende. Ela não pode ser adquirida ouvindo hinos evangélicos (independente de qual seja); ela não pode ser adquirida participando de eventos ou palestras, mesmo que sejam ministradas pelos mais renomados pregadores do evangelho. A verdadeira sabedoria vem de Deus.

Deus é a fonte de toda sabedoria. Deus tem sabedoria para ajustar a pressão do vento e medir a quantidade de água da atmosfera. Que transtorno seria para a natureza se essas proporções mudassem! Deus sabe como controlar a chuva e guiar a tempestade, enquanto esta se move sobre a Terra. Raios e trovões talvez nos pareçam aleatórios, mas também estão sob o controle de Deus, pois, aos raios, o Senhor, traça-lhes rotas das quais não se desviam.

No versículo 28, Jó vai ensinar como se adquire a verdadeira sabedoria. E, embora, sendo acusado por seus “amigos” de não ser tão sábio quanto pensavam, ele, além de ensinar como se adquire, mesmo sem saber o que o próprio Deus tinha dito sobre ele, vai declarar que a sua conduta como homem que teme a Deus, por si só, já o tornava sábio e, além de temer o Senhor, ele, também se apartava do mal, atitude que fazia dele um homem obediente a Deus revelando que tinha entendido o que o Senhor requer de todos os homens.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Jó – Comentários Broadman
– Comentário Bíblico Expositivo do Antigo Testamento – Warren W. Wiersbe

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.