O Deus que santifica o espírito, a alma e o corpo.

I Tessalonicenses 5: 23
 “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”.

O termo “santificado” não se refere a alguém que nunca peque, não é esse o significado bíblico do termo, antes, “santificado” implica em estar separado exclusivamente para a adoração e devoção a Deus. A santificação é um processo progressivo que ocorre na vida ao pecador regenerado, momento a momento. Na santificação ocorre uma cura substancial da separação que havia ocorrido entre Deus e o homem, entre o homem e os seus companheiros, entre o homem e si mesmo, e entre o homem e a natureza.

Teologicamente entendemos que a santificação do crente se dá de forma progressiva e, esse “progresso” se estabelece sobre três aspectos: – posicional, experimental e final. Do aspecto posicional, entendemos que todos aqueles que são regenerados ou salvos são posicionalmente vistos como totalmente santificados em Cristo. Por esta razão, embora o apóstolo Paulo tenha censurado o cristianismo dos coríntios, classificando-o como carnal, ele ainda diz que eles são santificados em Jesus Cristo e chamados de santos – “À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos…”.

Do aspecto experimental, entendemos que no desenvolvimento de uma vida santificada, os crentes consideram sua posição em Cristo da maneira como ela é expressa na Bíblia Sagrada – “Sabendo isto: que a nossa velha natureza foi crucificada com ele, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sejamos mais escravos do pecado. Pois quem morreu está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também viveremos com ele”. O próprio Senhor Jesus Cristo expressa os ensinos básicos da santificação – “Portanto, sejam perfeitos como é perfeito o Pai de vocês, que está no céu”. O crente deve ser santo, mas seu crescimento na santificação repousa na dependência de sua posição, e em sua entrega, momento a momento, à vontade de Deus e à disposição de andar no caminho do Senhor.

E, por fim, do aspecto final da santificação, entendemos que será quando o crente partir para estar com Cristo, ou no momento em que o Senhor vier arrebatar sua Igreja – o que ocorrer primeiro — a natureza caída será completamente removida e, cada crente receberá o corpo da ressurreição, será glorificado, e se tornará semelhante ao Salvador – “Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a sua glória, ao único Deus, Salvador nosso, por Jesus Cristo, nosso Senhor, seja glória e majestade, domínio e poder, antes de todos os séculos, agora e para todo o sempre. Amém!”

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Dicionário Bíblico Wycliffe

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.