A obra da santificação é realizada pelo Filho e pelo Espírito Santo.

I Coríntios 6: 11
 “… mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus e pelo Espírito do nosso Deus”.

Deus nos oferece livremente a vida eterna em Jesus Cristo, mas, às vezes, nos é difícil compreender o processo exato usado para torná-la disponível a nós. A salvação é descrita na Bíblia como “o caminho”, ou a estrada através da vida, para a comunhão eterna com Deus no céu – “Mas a porta para a vida é estreita, e o caminho é difícil, e são poucos os que o encontram” (NVT). Esta estrada deve ser percorrida até o fim. Cristo é o único caminho ao Pai. A salvação nos é concedida mediante a graça de Deus, manifesta em Cristo Jesus. A salvação é baseada na morte de Cristo, sua ressurreição e sua contínua intercessão pelos salvos.

Conforme a doutrina bíblica, a salvação se dá em três etapas. A primeira etapa da salvação inclui a experiência pessoal mediante a qual nós, como crentes, recebemos o perdão dos pecados e passamos da morte espiritual para a vida espiritual; do domínio de Satanás para o domínio de Deus. A salvação nos leva a um novo relacionamento pessoal com Deus e nos livra da condenação do pecado.

A segunda etapa da salvação nos livra do hábito e do domínio do pecado, e nos enche do Espírito Santo. Nesta etapa da salvação, que denominamos “jornada até o Céu”, ao crente é concedido o privilégio de um relacionamento pessoal com Deus como nosso Pai e com Jesus como nosso Senhor e Salvador, todavia, essa concessão se dá quando nos submetemos à direção do Espírito Santo e à Palavra de Deus. É nesta etapa que recebemos o convite para sermos cheios do Espírito Santo e a ordem de continuarmos cheios. Há uma clara exigência do Senhor para nos separarmos do pecado e da presente geração perversa – “E com muitas outras palavras isto testificava e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa”. Isso se denomina SANTIFICAÇÃO.

A terceira etapa da salvação – “… para a salvação já prestes para se revelar no último tempo”, abrange: nosso livramento da ira vindoura de Deus; nossa participação da glória divina e nosso recebimento de um corpo ressurreto, transformado; e os galardões que receberemos como vencedores fiéis. Essa etapa futura da salvação é o alvo que todos os crentes se esforçam para alcançar. Toda advertência, disciplina e castigo do tempo presente da vida do crente têm como propósito preveni-lo a não perder essa salvação futura – “Portanto, nós também, pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia e corramos, com paciência, a carreira que nos está proposta”.

Então, como podemos perceber, a santificação não é uma opção que o crente faz, mas uma exigência de Deus para todos os que anseiam morar no Céu.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal (pág. 1695)

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.