O poder da Palavra de Deus é capaz de vencer o Diabo.

Lucas 4: 4
 “E Jesus lhe respondeu, dizendo: Escrito está que nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra de Deus”.

A passagem bíblica que narra a tentação de Jesus nos transmite dois ensinos que são fundamentais para o nosso desenvolvimento espiritual. Em primeiro lugar o texto nos tranquiliza quanto à presença do Espírito Santo junto a nós, nos sustentando em toda e qualquer situação. O Espírito Santo nos dá suporte para resistir às tentações do diabo. Em segundo lugar, o texto nos mostra qual é o método que o adversário usa para investir contra nós. Ele sempre vai investir em nosso “ponto fraco”. Em algumas situações, ele usa até a própria Palavra de Deus e se não estivermos “afinados” com a sagrada Escritura, poderemos ser facilmente enganados com suas doutrinas diabólicas.

Os mesmos recursos espirituais que Jesus, ao ser tentado pelo diabo, usou para derrota-lo, estão, também, a nossa disposição. Os recursos são: A oração – “E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus, orando ele, o céu se abriu”; O amor do Pai – “Tu és meu Filho amado; em ti me tenho comprazido”; O poder do Espírito – “E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto”, e a Palavra de Deus – “Escrito está“.

Como sabemos, a Bíblia não é um livro de “rituais mágicos” que ao serem executados surtirão o efeito que desejamos. O que o Senhor faz, nos ensinando pela Sua Palavra, é capacitar-nos para a batalha diária, batalha na qual o crente está alistado. As orientações que o Senhor nos dá a fim de sejamos bem sucedidos nesta peleja são:

– Reconhecer que não estamos num conflito contra a carne e o sangue, mas contra forças espirituais do mal – “Porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais”.

– Viver diante de Deus uma vida fervorosamente dedicada à sua-verdade e justiça – “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”.

– Crer que o poder de Satanás pode ser aniquilado seja onde for o seu domínio e reconhecer que o crente tem armas espirituais poderosas dadas por Deus para a destruição das fortalezas de Satanás – “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas; destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo”.

– Confrontar Satanás e o seu poder de modo direto, pela fé no nome de Jesus, ao usar a Palavra de Deus, ao orar no Espírito e ao jejuar, para que assim, e somente assim, os demônios sejam expulsos – “Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, te mando que saias dela. E, na mesma hora, saiu”.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.