A manifestação do Espírito e sua utilidade.

I Coríntios 12: 7
 “Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil”.

A manifestação do Espírito, isto é, os dons espirituais manifestados no meio da igreja, são concedidos ao crente em situações onde o dom tem utilidade. Ou seja, os dons espirituais não são acessórios para o crente exibir como adornos, eles são concedidos conforme são necessários e úteis para a edificação, consolação ou exortação da igreja. A lista que Paulo apresenta em I Coríntios, embora aponte para uma diversidade de dons que o Espírito Santo concede aos crentes, todavia, não descreve as características desses dons, mas noutros trechos das Escrituras temos ensino sobre eles.

Dom da Palavra da Sabedoria – Trata-se de uma mensagem vocal sábia, enunciada mediante a operação sobrenatural do Espírito Santo. Tal mensagem aplica a revelação da Palavra de Deus ou a sabedoria do Espírito Santo a uma situação ou problema específico. Não se trata aqui da sabedoria comum de Deus, para o viver diário, que se obtém pelo diligente estudo e meditação nas coisas de Deus e na sua Palavra, e pela oração.

Dom da Palavra do Conhecimento – Trata-se de uma mensagem vocal, inspirada pelo Espírito Santo, revelando conhecimento a respeito de pessoas, de circunstâncias, ou de verdades bíblicas. Frequentemente, este dom tem estreito relacionamento com o de.

Dom da Fé – Não se trata da fé para salvação, mas de uma fé sobrenatural especial, comunicada pelo Espírito Santo, capacitando o crente a crer em Deus para a realização de coisas extraordinárias e milagrosas. É a fé que remove montanhas e que frequentemente opera em conjunto com outras manifestações do Espírito, tais como as curas e os milagres.

Dons de Curas – Esses dons são concedidos à igreja para a restauração da saúde física, por meios divinos e sobrenaturais. O plural (“dons”) indica curas de diferentes enfermidades e sugere que cada ato de cura vem de um dom especial de Deus. Os dons de curas não são concedidos a todos os membros do corpo de Cristo, todavia, todos eles podem orar pelos enfermos. Havendo fé, os enfermos serão curados.

Dom de Operação de Milagres – Trata-se de atos sobrenaturais de poder, que intervêm nas leis da natureza. Incluem atos divinos em que se manifesta o reino de Deus contra Satanás e os espíritos malignos.

Dom de Profecia – Como manifestação do Espírito, a profecia está potencialmente disponível a todo cristão cheio dEle. Quanto à profecia, como manifestação do Espírito, trata-se de um dom que capacita o crente a transmitir uma palavra ou revelação diretamente de Deus, sob o impulso do Espírito Santo. A mensagem profética pode desmascarar a condição do coração de uma pessoa, ou prover edificação, exortação, consolo, advertência e julgamento.

Dom de Discernimento de Espíritos – Trata-se de uma dotação especial dada pelo Espírito, para o portador do dom discernir e julgar corretamente as profecias e distinguir se uma mensagem provém do Espírito Santo ou não. No fim dos tempos, quando os falsos mestres e a distorção do cristianismo bíblico aumentarão muito, esse dom espiritual será extremamente importante para a igreja.

Dom de Variedades de Línguas – A língua falada através deste dom não é aprendida, e quase sempre não é entendida, tanto por quem fala, como pelos ouvintes. O falar noutras línguas como dom abrange o espírito do homem e o Espírito de Deus, que entrando em mútua comunhão, faculta ao crente a comunicação direta com Deus, expressando-se através do espírito mais do que da mente e, esse dom quando manifestado na igreja, no culto, deve ser seguido de sua interpretação, também pelo Espírito, para que a congregação conheça o conteúdo e o significado da mensagem.

Dom de Interpretação de Línguas-  Trata-se da capacidade concedida pelo Espírito Santo, para o portador deste dom compreender e transmitir o significado de uma mensagem dada em línguas. Tal mensagem interpretada para a igreja reunida pode conter ensino sobre a adoração e a oração, ou pode ser uma profecia.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal (pág. 1756)

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.