Sabedoria concedida por Deus.

I Reis 4: 29-31
 “E deu Deus a Salomão sabedoria, e muitíssimo entendimento, e largueza de coração, como a areia que está na praia do mar. E era a sabedoria de Salomão maior do que a sabedoria de todos os do Oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios. E era ele ainda mais sábio do que todos os homens, e do que Etã, ezraíta, e do que Hemã, e Calcol, e Darda, filhos de Maol; e correu o seu nome por todas as nações em redor”.

Qual é o propósito principal dos dons do Espírito Santo? Capacitação espiritual concedida com o propósito de edificar a igreja de Deus, por meio da instrução dos crentes e para ganhar novos convertidos – “Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo. Pelo que diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro e deu dons aos homens. Ora, isto — ele subiu — que é, senão que também, antes, tinha descido às partes mais baixas da terra? Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas. E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo, até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo vento de doutrina, pelo engano dos homens que, com astúcia, enganam fraudulosamente”. Em suma, sem os dons espirituais, é praticamente impossível a propagação do evangelho de Cristo.

Os dons de revelação compreendem os dons de Palavra de sabedoria, Palavra de conhecimento e Discernimento de espíritos, pois são dons concedidos para que se possa saber aquilo que é da esfera do sobrenatural. Falaremos distintamente sobre cada um destes três dons.

Por Palavra de sabedoria, entende-se o pronunciamento ou a declaração de sabedoria. Mas, que tipo de sabedoria? Ora, como podemos ver na Bíblia, o termo se aplica à capacidade de interpretar sonhos e dar conselhos sábios (José, no Egito); à inteligência demonstrada no esclarecer o significado de algum número ou visão misteriosos (João, na ilha de Patmos); prudência em tratar assuntos; habilidade santa no trato com pessoas de fora da igreja – “Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo”; jeito e discrição em comunicar verdades cristãs; o conhecimento e habilidade necessários para uma defesa eficiente da causa de Cristo; um conhecimento prático das coisas divinas e dos deveres humanos, unido ao poder de exposição concernente a essas coisas e deveres e de interpretar e aplicar a Palavra sagrada. A palavra de sabedoria, pois, parece significar habilidade ou capacidade sobrenatural para expressar conhecimento nos sentidos acima mencionados.

A Palavra de ciência ou conhecimento é um pronunciamento ou declaração de fatos, inspirado dum modo sobrenatural. Mas, qual a diferença entre sabedoria e ciência? Segundo um erudito, ciência é o conhecimento profundo ou a compreensão das coisas divinas, e sabedoria é o conhecimento prático ou habilidade que ordena ou regula a vida de acordo com seus princípios fundamentais. Desta forma, a “ciência” ou “conhecimento” implicam o conhecimento de Deus, tal como é oferecido nos Evangelhos; o conhecimento das coisas que pertencem a Deus; o conhecimento da fé cristã; o conhecimento mais elevado das coisas divinas e cristãs das quais os falsos mestres se jactam; sabedoria moral como se demonstra numa vida reta  e nas relações com o próximo.

Discernimento de espíritos. Temos dito que pode haver uma inspiração falsa, a obra de espíritos enganadores ou do espírito humano. E, é pelo dom de discernimento que dá capacidade ao possuidor para determinar se o profeta está falando ou não pelo Espírito de Deus. Esse dom capacita o possuidor para “enxergar” todas as aparências exteriores e conhecer a verdadeira natureza duma inspiração. A operação do dom de discernimento pode ser examinada por duas outras provas: a doutrinária e a prática.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Conhecendo as Doutrinas da Bíblia – Myer Pearlman

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.