Espírito de sabedoria e revelação

Efésios 1: 17
 “Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação”.

A razão principal que motivou Paulo a escrever aos crentes Efésios está declarada no primeiro capítulo. Em oração, Paulo anseia que seus leitores cresçam na fé, no amor, na sabedoria e na revelação do Pai da glória, como, também, almeja profundamente que eles vivam uma vida digna do Senhor Jesus Cristo. Paulo, portanto, procura fortalecer lhes a fé e os alicerces espirituais ao revelar a plenitude do propósito eterno de Deus na redenção “em Cristo” à igreja e a cada crente.

A título de conhecimento, queremos deixar bem esclarecido que não existe o dom de revelação, isto é, como bem ficou explicado na primeira lição, a divisão dos dons em grupos tem apenas uma função didática para nossa melhor compreensão de cada dom e sua utilidade, sendo assim, os dons de revelação são compreendidos pelo dom da palavra de sabedoria, pela palavra de ciência e discernimento de espíritos.

Então o que é o dom da palavra de sabedoria e por que está no grupo da revelação? Ora, este dom é uma pequena parte da sabedoria total de Deus revelada direta e sobrenaturalmente pelo Espírito Santo. “A um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria”. Deus tem toda a sabedoria, mas, aos seus servos, Ele revela parcialmente pelo simples fato de que não temo estrutura para suportá-la integralmente. O que distingue o dom da palavra de sabedoria do dom da palavra de conhecimento está na simples razão de que o conhecimento é a revelação dos fatos e a sabedoria é o que fazer com esses fatos.

A seguir daremos exemplos dos dons de revelação manifestados por Jesus, pois, em nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo encontramos os cinco dons ministeriais perfeitamente demonstrados. Ele foi o apóstolo perfeito, profeta, evangelista, pastor e professor. Ao operar nestes ministérios, os vários dons sobrenaturais do Espírito Santo foram, também, demonstrados na sua perfeição através d’Ele.

O primeiro exemplo é a manifestação do dom da palavra de sabedoria. Este dom está evidenciado no episódio que envolve Pedro, João e Tiago na pesca maravilhosa. Jesus, um homem que pela instrução profissional que recebera (carpinteiro) não poderia entender nada de pesca, dá instrução a um pescador habilidoso e veterano na profissão. Jesus deu-lhe uma palavra de sabedoria divina e diretiva em relação ao local onde pescar. Quando ele seguiu essa palavra, apanhou tanto peixe que as redes romperam-se.

O segundo exemplo é a manifestação do dom da palavra de ciência. Isto está evidenciado no episódio com Natanael. “Disse-lhe Natanael: De onde me conheces tu? Jesus respondeu e disse-lhe: Antes que Filipe te chamasse, te vi eu estando tu debaixo da figueira”. O espanto de Natanael ao ouvir isso de Jesus nos leva a compreender que no momento em que Jesus o viu debaixo da figueira e, evidentemente, que a visão aqui é uma revelação espiritual do Espirito Santo, ele estivesse orando e, agora, Jesus fala-lhe da sua privacidade com Deus.

E, o terceiro exemplo é o dom de discernimento de espíritos, usaremos o mesmo episódio de Natanael. “Jesus viu Natanael vir ter com ele e disse dele: Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo”. Jesus nunca foi ou é enganado pelas pessoas.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de estudo Pentecostal.
– Os dons do Espírito – Derek Prince

Compartilhar

One thought on “Espírito de sabedoria e revelação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.