Falar com sabedoria produz melhores relacionamentos.

Colossenses 4: 5-6
 “Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo. A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um”.

É incrível como alguns crentes insistem em fazer distinção entre a sua vida espiritual da sua vida secular. Isto é, querem viver um estilo de vida secular distinto daquilo que dizem ser espiritualmente. Sinceramente não sei onde eles encontraram argumentos que justifique tal comportamento. Uma coisa é certa, na Bíblia não foi, pois, o que o Senhor nos ensina através da Sua Palavra é que devemos ser vistos pelo mundo como pessoas diferentes. Notem que dizemos que a Bíblia diz que temos que ser diferentes – “E a meu povo ensinarão a distinguir entre o santo e o profano e o farão discernir entre o impuro e o puro”, isso se aplica a uma condição e, de forma alguma aponta para uma qualificação, sendo assim, o mundo tem que nos enxergar diferentes, e não melhores do que ele.

“Andar com sabedoria” aponta em duas direções. A primeira delas, e isso não quer dizer que tem que ser exatamente nesta ordem, fala do nosso comportamento diante do mundo, ou seja, a maneira como vamos nos portar diante das muitas circunstancias desta vida. E, devemos “andar com sabedoria”, também, com os de casa, neste sentido, estamos falando de todos os crentes e, tanto neste como naquele caso, “andar com sabedoria” define o quanto conhecemos e vivemos o que Jesus ensinou.

A sabedoria no trato com os de fora implica em ser humilde no que diz respeito ao homem em relação a Deus. Não é pelo fato de sermos crentes e estarmos salvos que devemos nos sentir melhores do que os ímpios. Embora essa condição nos faça estar numa posição mais confortável que a deles, isso não é razão para um complexo de superioridade santificado, antes, é nosso dever conduzi-los a Jesus para que estejam na mesma condição que nós e, isso tem que ser feito com sabedoria, ou seja, não é apenas com discursos que convencemos as pessoas sobre uma determinada condição, mas também, com o modo (testemunho) de vida.

Desta forma, “andar com sabedoria com os que estão de fora” significa ter o cuidado de não dizer nem fazer coisa alguma que dificulte o testemunho do evangelho (inclui trabalhar, pagar as contas e cumprir os compromissos). Também significa estar alerta e usar as oportunidades que Deus dá para testemunhar pessoalmente – “Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo…”, isto é, fazendo bom uso de todas as ocasiões oportunas.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Comentário Bíblico Expositivo do Novo Testamento – Warren W. Wiersbe

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.