A pessoa que se afasta do orgulho será honrada

Provérbios 29: 23
 “A soberba do homem o abaterá, mas o humilde de espírito obterá honra”.

Este provérbio denota um paradoxo quando é examinado à luz da filosofia humana. O orgulho é um sentimento de satisfação de alguém pela capacidade, realizações ou valor de si próprio em relação aos outros. Da ótica filosófica humana, o orgulho pode ser visto tanto como uma atitude moralmente positiva (honra), bem como, negativa (arrogância), dependendo das circunstâncias em que o orgulho é expresso. Algumas pessoas consideram que o orgulho para com os próprios feitos é um ato de justiça para consigo mesmo, como reconhecimento. O orgulho ou honra própria pode ser um fator determinante na caminhada para o sucesso no âmbito familiar e profissional.

Como característica negativa o orgulho em excesso pode se transformar em vaidade, ostentação, soberba, o que, segundo as religiões e os teólogos consideram, leva ao chamado egoísmo, sendo visto então como uma emoção negativa. Algumas pessoas (note que, segundo o mundo, somos nós que vemos o orgulho como um mal para o homem) classificam o orgulho como exagerado quando se torna um tipo de satisfação incondicional ou quando o próprio valor pessoal é superestimado, acreditando-se ser melhor ou mais importante do que os outros. Para muitos, o orgulho, na forma negativa, é um sentimento de fraqueza, de necessidade de autoafirmação.¹

Como temos dito com frequência, o objetivo do sistema mundano é deturpar os valores morais e espirituais através da inserção de “novos” conceitos e, tudo isso, com a finalidade de preparar o “terreno” para a manifestação do Anticristo. Ora, orgulho é orgulho e pronto! Independente da forma como o mundo o conceitua, a Palavra de Deus diz que (como vemos no versículo em questão) que o orgulho, seja em qual forma for, é prejudicial ao homem.

As pessoas orgulhosas não dão a devida atenção as suas debilidades e limitações e, não se preocupam em enxergar antecipadamente as suas pedras de tropeço. Pensam que estão acima das debilidades das pessoas comuns. Assim, enganam-se facilmente. Os orgulhosos raramente percebem que a altivez é seu problema, embora todos à sua volta estejam cientes deste fato.

Salomão não soube lidar com tudo o que Deus lhe deu. Provavelmente, Salomão vendo como o Senhor o abençoara de forma abundante, deduziu que o Senhor faria “vista grossa” para os seus pecados. Infelizmente temos algumas pessoas em nosso meio que agem desta mesma forma. Sentem-se os “queridinhos” de Deus por causa da abundância material e, por isso, julgam que o Senhor vai aceitá-los de uma forma ou de outra.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– 1 – https://pt.wikipedia.org/wiki/Orgulho (Extraído)
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.