Assim como Deus fez milagres através de Eliseu, também faz no tempo da graça.

Atos 19: 11-12
 “E Deus, pelas mãos de Paulo, fazia maravilhas extraordinárias, de sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saíam”.

Os atos milagrosos de Eliseu apresentam verdades espirituais surpreendentes. A narrativa da viúva (II Reis 4) com seus dois filhos revela que Deus cuida dos seus fiéis quando estão em necessidade e aflição. A viúva com os filhos representam o povo de Deus quando estão em abandono e opressão. Tanto no Antigo Testamento como no Novo Testamento, a compaixão pelos necessitados e o cuidado por eles são evidências da fé genuína em Deus e da verdadeira piedade – “Então, virá o levita ( pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão, para que o Senhor, teu Deus, te abençoe em toda a obra das tuas mãos, que fizeres”.

Ainda em II Reis 4 temos a narrativa de uma mulher de Suném, uma mulher rica que, segundo ela mesma declarou, não padecia nenhuma necessidade. Nesta narrativa encontramos três fatos inquestionáveis: Deus abençoou essa mulher fiel, dando-lhe um filho; Deus a submeteu a uma prova severa quando permitiu que esse filho lhe fosse tirado; e, Deus restaurou a vida do filho, quando ela se manteve firme na promessa que Deus lhe fizera. Muitas vezes, Deus permite que seus fiéis enfrentem provações e aflições inexplicáveis, mas posteriormente derrama sobre eles o amor, a graça e a compaixão, à medida que se mantêm firmes nEle, pela fé – “Pela fé, passaram o mar Vermelho, como por terra seca; o que intentando os egípcios, se afogaram. Pela fé, caíram os muros de Jericó, sendo rodeados durante sete dias. Pela fé, Raabe, a meretriz, não pereceu com os incrédulos, acolhendo em paz os espias”.

O ministério de muitos discípulos e apóstolos de Jesus Cristo foi marcado por milagres extraordinários de curas e de expulsão de demônios – “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai”, levados a efeito de modo direto, ou através de lenços e aventais que eles carregavam (lenços para enxugar suor e aventais usados no trabalho). As doenças desapareciam e os maus espíritos saíam, quando os sofredores tocavam nesses panos.

Os evangelistas atuais que procuram obter dinheiro vendendo uma infinidade de amuletos ungidos, com a mesma finalidade, não estão agindo segundo os motivos e o caráter dos apóstolos, pois eles não usavam essas coisas em troca de dinheiro. Eles apenas multiplicaram o poder que neles havia através desses meios tangíveis, e assim curou e libertou mais pessoas do que impondo as mãos pessoalmente. Não há nestes registros (dos lenços e aventais), nenhum ensino doutrinário como um princípio permanente, ou seja, isso não é para ser copiado ou exercido em nossos dias ou em qualquer época, mas, tão somente, o registro de um caso, no ministério dos discípulos e apóstolos, dirigido por Deus.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.