A cura e o restabelecimento da saúde física e espiritual estão em Deus.

Jeremias 30: 17
 “Porque restaurarei a tua saúde e sararei as tuas chagas, diz o Senhor; pois te chamam a enjeitada, dizendo: É Sião, por quem ninguém pergunta”.

As profecias de Jeremias diziam respeito a acontecimentos que se realizariam em um futuro próximo e, bem como, em um futuro distante. Ler essas profecias é como olhar para uma paisagem onde se podem observar várias montanhas. De longe, os cumes das montanhas parecem próximos uns dos outros, mas, na verdade, estão separados por quilômetros de distância. Jeremias apresentou acontecimentos próximos e distantes como se todos fossem acontecer em breve. Ele viu o iminente exílio, o futuro retorno do exilio e a restauração de Jerusalém, mas também enxergou bem mais a frente, quando Cristo reinará para sempre.

A linguagem usada pelo profeta, adotando termos usados especificamente pela classe médica é proposital, a fim de transmitir a ideia de que o pecado é uma doença terminal. Os pecadores não podem ser curados pela prática da bondade ou da religião. É necessário termos o cuidado de não colocarmos nossa confiança em métodos inúteis de cura, enquanto nosso pecado se espalha e nos causa dor. Só Deus pode curar o pecado, mas devemos estar dispostos a permitir que Ele o faça.

Judá, mesmo tendo presenciado tudo o que havia acontecido com Israel (Reino do Norte), não cuidou em se desviar do caminho tenebroso pelo qual Israel se embrenhou até sucumbir diante do seu opressor, em vez disso, Judá pisou nas mesmas pegadas de Israel e, como consequência, tornou-se uma nação “doente” em razão do ministério superficial dos falsos profetas – “E curam a ferida da filha de meu povo levianamente, dizendo: Paz, paz; quando não há paz”, a “doença” tornou-se ainda mais grave no tempo de Jeremias – “Portanto, lhes dirás esta palavra: Os meus olhos derramem lágrimas de noite e de dia e não cessem porque a virgem, filha do meu povo, está ferida de grande ferida, de chaga mui dolorosa”.

O pecado sendo encarado como uma doença (e de fato o é) produz chagas no “corpo” que, indiscutível e imparcialmente, devem ser tratados com urgência para que não se tornem tão graves a ponto de não haver mais nenhum “remédio” capaz de efetuar a cura. No contexto bíblico, o Senhor lembrou os judeus de que era Ele quem havia usado outras nações para feri-los por causa de sua desobediência a Ele – “Todos os teus amantes (as nações com quem os israelitas fizeram acordos a fim de manterem a paz) se esqueceram de ti e não perguntam por ti; porque te feri com ferida de inimigo e com castigo de cruel, pela grandeza de tua maldade e multidão de teus pecados”. Usou a Assíria para disciplinar Israel e a Babilônia para punir Judá, e, no futuro, usará nações gentias para corrigir Israel e preparar os judeus para a volta de seu Messias.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal
– Comentário Bíblico Expositivo do Velho Testamento – Warren W. Wiersbe

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.