A plantação de igrejas se deu entre os gentios.

Efésios 3: 1
 “Por esta causa, eu, Paulo, sou o prisioneiro de Jesus Cristo por vós, os gentios”.

É muito cômodo para nós interpretarmos a Palavra de Deus de acordo com as nossas conveniências, ou seja, é muito comum ouvirmos alguém dando uma interpretação para determinado texto bíblico que não esteja confrontando seu estilo de vida. Por exemplo, quando lemos o que Paulo escreveu de si mesmo dizendo que é “prisioneiro de Cristo”, imediatamente vamos dizer que a carta foi escrita da prisão e, embora isso tenha realmente acontecido, mas não é isso que ele quis dizer. Paulo não está dizendo que a sua prisão, em Roma, foi em razão do nome de Jesus Cristo, mas que, por sua dedicação e zelo pelo ministério que lhe foi concedido, ele se “prendeu” a Jesus.

Como sempre dizemos, nossas criticas não podem ser vistas como que generalizando a situação, bem sabemos que há os remanescentes que “lutam” bravamente em suas igrejas a fim de que o Evangelho seja anunciado com integridade e fidelidade às sãs doutrinas da Palavra de Deus. Para estes remanescentes o Evangelho de Jesus Cristo é o poder de Deus e não as muitas fábulas que andam contando por aí. As criticas são feitas com o objetivo de abrir os olhos aos que estão deixando se enganar por esse “evangelho” falacioso que está sendo disseminado, até mesmo, em nossas igrejas e, a única forma de desmascarar uma mentira é confrontando-a com a verdade. As igrejas de hoje estão precisando de um tratamento de choque.

Uma igreja grande, cheia de membros, nunca foi sinônimo de igreja sadia. Uma igreja com essas características não quer dizer que ela esteja cumprindo cabalmente o que lhe foi designado pela “Cabeça”, que é Jesus Cristo. Não estamos dizendo com isso que uma igreja não possa ter um templo grande ou que acomode confortavelmente seus membros, não é isso! O que estamos dizendo é que o “tamanho” da igreja não é fator determinante do papel ao qual ela deve cumprir neste mundo. É disto que Paulo está dizendo que se fez prisioneiro – do ministério que lhe foi incumbido realizar, pregar aos gentios.

A grande maioria dos pastores não está cumprindo com integridade o ministério que lhes foi confiado. E a desculpa mais esfarrapada que ouvimos por parte deles é que o trabalho na igreja não é algo que deva ser realizado exclusivamente por eles. Eles têm razão nisso. Mas acontece que se o próprio pastor não se dispõe a realizar aquilo que está comissionado à igreja, os membros da igreja tendem a imitá-lo.

A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e guardar-se da corrupção do mundo”. Você que tem o ministério de pastor ou missionário tem observado isso com rigor? Ou sua preocupação maior é em monetizar seu canal nas redes sociais?

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

One thought on “A plantação de igrejas se deu entre os gentios.

  • 9 de novembro de 2021 em 06:24
    Permalink

    Tremendo o primeiro tópico.. infelizmente .. acontece e muito. o achismo .. tem pregação que o pregador ainda enfatiza que está escrito na palavra.. lê duas vezes para a igreja só que no modo literal da palavra.. e as vezes o significado é cultural…

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.