O imperativo de Cristo como ponto de partida.

João 21: 15-17
 “E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros. Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas”.

Apascentar, biblicamente tem um sentido mais amplo do que o de simplesmente conduzir o rebanho ao pasto, vigiando-o enquanto pasta. Os cuidados que um rebanho exige do seu pastor não se restringe somente aos perigos que o cercam durante a pastagem. Apascentar é cuidar do rebanho com o objetivo de torna-lo maior e produtivo. Apascentar é cuidar desde o momento que “nasce” até a fase “adulta” quando, nesta fase, estarão prontos para gerar novos membros para o rebanho. Apascentar, além dos cuidados especiais exige amor do apascentador, pois, no caso da igreja, quem ama esse rebanho, sem duvida alguma ama a Cristo.

Paulo em suas cartas pastorais sempre instruiu aos jovens lideres das igrejas que cuidassem com muito zelo do rebanho do Senhor. Claro que Paulo não se referia em dar conforto aos membros da igreja, como por exemplo, ambiente climatizado ou poltrona macia, antes, o cuidado que Paulo apontava  era o alimento que seria ingerido pelos irmãos. Os crentes devem estar fundamentados nas verdades da Bíblia Sagrada, para que não sejam influenciados pela poderosa oratória dos falsos ensinadores, com previsível devastação de trágicas consequências, ou sejam levados pela emoção. Foi exatamente isso que Paulo instruiu a Tito – “Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina”.

Paulo admoestou Timóteo a corrigir, repreender e exortar. É difícil aceitar a correção; ser informado de que é preciso mudar. Mas não importa quanto a verdade possa nos ferir; devemos estar dispostos a ouvi-la, de maneira que possamos obedecer a Deus plenamente. Cremos em Cristo hoje porque pessoas como Timóteo foram fiéis à sua missão. Ainda hoje, divulgar as Boas Novas é de vital importância para os crentes. Jesus virá em breve, e deseja encontrar os crentes fiéis prontos para a sua vinda. Em certas ocasiões pode parecer inconveniente defender a Cristo ou falar sobre seu amor às pessoas; mas pregar a Palavra de Deus é a responsabilidade mais importante da Igreja e de seus membros.

Amar não se restringe a suprir todas as necessidades de uma pessoa, muito mais do que isso, amar é ensinar a pessoa a valorizar aquilo que recebe. O povo de Deus deve conhecer a verdade que conduz à saúde espiritual não somente para agradar a Deus, mas também para dar um testemunho eficaz diante dos incrédulos.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.