O Senhor chama e ordena os vocacionados.

Efésios 4: 11-12
 “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo”.

Nossa unidade em Cristo não destrói nossa individualidade (personalidade). O Espirito Santo concedeu a cada crente, dons especiais para edificar a Igreja. Estando de posse desses dons, devemos usá-los para o bem comum (edificação, consolo, exortação, etc.) dos membros do corpo de Cristo (a Igreja). Deus deu à sua Igreja uma enorme responsabilidade – fazer discípulos de todas as nações. Isso envolve pregação, ensino, cura, auxílio para a edificação de cada crente, obras sociais, administração e muitas outras tarefas. Se cada um de nós tivesse que cumprir essa ordem individualmente, seria melhor desistir antes de começar. Porem, como membros da Igreja de Cristo, cada um de nós pede executar uma tarefa, se incumbir de uma missão diferente.

Jesus possui autoridade e soberania para conceder dons espirituais àqueles que Ele chama para o serviço em sua igreja, Ele não só concede dons, mas também capacita os crentes de maneira que exerçam suas funções na Igreja com talento. “Aperfeiçoamento” diz respeito a restaurar algo à sua condição original, ou à sua forma adequada ou perfeita. Nesse contexto, refere-se a conduzir os crentes do pecado para a obediência e a Bíblia Sagrada é a chave para esse processo. Assim, todos os que creem em Jesus Cristo estão aptos para desempenhar seu “papel”, ou seja, o serviço espiritual exigido de todos os crentes, não apenas dos líderes da igreja. A edificação espiritual, a instrução e o desenvolvimento se aplica a toda a igreja.

O chamado e vocação de pessoas hábeis têm como objetivo o de “equipar” outras para sucessão nos ministérios na igreja e liderança de departamentos ou grupos, para que, assim, os crentes alcancem três objetivos: a unidade da fé e o pleno conhecimento do Filho de Deus; a maturidade, e a plenitude de Cristo. A maturidade e a unidade são medidas em termos do relacionamento do corpo com a Cabeça, Cristo.

A lista elaborada por Paulo nesta carta escrita à igreja em Éfeso não é completa, isso no sentido do estabelecimento das funções dentro da igreja. Mas ele queria dar ênfase aos que trazem sobre si a responsabilidade de ensinar. Embora os dons do Espírito Santo estejam disponíveis e acessíveis a qualquer crente, porém, o Senhor Jesus, a alguns crentes vai conceder dons específicos, cuja missão é ensinar com total dedicação e zelo a Palavra de Deus.

Vocacionar não tem nada a ver com vocação, este se aplica às nossas aptidões naturais enquanto aquele diz respeito a estar sendo orientado a respeito de determinado chamado. Sendo assim, neste caso, todos os que recebem um chamado de Jesus são vocacionados por Ele, de maneira que exerçam suas funções em conformidade com a vontade dEle.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.
– Bíblia de Estudo MacArthur

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.