Os males das facções na igreja.

I Coríntios 3: 1-3
 “E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. Com leite vos criei e não com manjar, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis; porque ainda sois carnais, pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois, porventura, carnais e não andais segundo os homens?”

Muitos dos crentes em Corinto eram imaturos no que diz respeito às doutrinas da Sagrada Escritura e, devido a essa condição, eles não tinham a mínima capacidade de receber um ensino mais avançado, mesmo porque estavam cheios de inveja, contenda e dissensões o que os caracterizava como meninos em Cristo que precisavam de “leite” como alimento, pois ainda não tinham condições espirituais de processar (digerir) um alimento sólido. Não se oferece feijoada a uma criança cujo sistema digestório ainda não está em plena capacidade de fazer tal digestão. Assim, desta mesma forma, acontece com alguns crentes. Querem ser teólogos sem, ao mínimo, conhecerem as doutrinas bíblicas básicas.

Paulo chamou os corintios de meninos na vida cristã porque eles ainda não eram espiritualmente saudáveis e maduros. A prova era que eles discutiam como crianças, permitindo que divisões os distraíssem. Os cristãos imaturos são “carnais”, controlados por seus próprios desejos. Já os crentes maduros estão em sintonia com a vontade de Deus. Para que a vontade de Deus esteja constantemente influenciando todo o nosso modo de viver, devemos permitir que a vontade de Deus seja a nossa vontade. Quando somos controlados por nossos próprios desejos, o nosso crescimento espiritual é prejudicado de maneira acentuada.

Se há algo que alguns crentes não gostam de ouvir, esse algo é a verdade. Quando estes crentes são confrontados com as doutrinas bíblicas, no momento em que seus erros são desmascarados, eles se calam como se tivessem aceitado a Palavra, mas, nos bastidores (por debaixo dos panos) eles ficam intensamente ofendidos e magoados a ponto de desejarem o mal para o próximo. São crentes que andam, segundo o que ensinam os mestres humanos, de maneira servil e partidária. Chamar um crente de “maria-vai-com-as-outras” é uma das acusações mais duras para um crente ouvir. A expressão “segundo o homem” era geralmente um idiomatismo para uma vida de escravidão.

Um dos problemas principais da igreja de Corinto era sua tentativa de desfrutar das bênçãos de Deus e ao mesmo tempo recusar separar-se dos maus caminhos do mundo. Os dirigentes da igreja de Corinto deixavam os novos crentes permanecer nas congregações sem abandonarem muitas de suas práticas pecaminosas. O próprio Jesus adverte que qualquer igreja que tolera dentro da sua comunhão as práticas iníquas deste mundo ou a distorção da verdade bíblica, será rejeitada por Ele e perderá seu lugar no reino de Deus.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.
– Bíblia de Estudo Holman.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.