A Palavra de Deus alcança o âmago de nosso interior.

Gálatas 5: 17
 “Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes opõem-se um ao outro; para que não façais o que quereis”.

O conflito espiritual interiormente no crente envolve a totalidade da sua pessoa. Este conflito resulta ou numa completa submissão às más inclinações da “carne”, o que significa voltar ao domínio do pecado; ou numa plena submissão à vontade do Espírito Santo, continuando o crente sob o senhorio de Cristo. O campo de batalha está no próprio crente, e o conflito continuará por toda a vida terrena, visto que o crente por fim reinará com Cristo – “Palavra fiel é esta: que, se morrermos com ele, também com ele viveremos; se sofrermos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará”.

Paulo descreve duas classes de pessoas que estão convivendo dentro das igrejas. As duas classes não aponta para os que estão na igreja e os que estão no mundo, pelo contrário, ambas estão dentro das igrejas e, uma delas vive segundo a carne e a outra vive segundo o Espírito. Viver “segundo a carne” (“carne”, aqui, é o elemento pecaminoso da natureza humana) é desejar e satisfazer os desejos corrompidos da natureza humana pecaminosa; ter prazer e ocupar-se com eles. Trata-se não somente da fornicação, do adultério, do ódio, da ambição egoísta, de crises de raiva, etc., mas também da obscenidade, de ser viciado em pornografia e em drogas, do prazer mental e emocional em cenas de sexo, em peças teatrais, livros, vídeo, cinema e assim por diante.

Viver “segundo o Espírito” é buscar a orientação e a capacitação do Espírito Santo e submeter-se a elas e concentrar nossa atenção nas coisas de Deus. É estar sempre consciente de que estamos na presença de Deus, e nEle confiarmos para que nos assista e nos conceda a graça de que carecemos para que a sua vontade se realize em nós e através de nós.

É impossível obedecer à carne e ao Espírito ao mesmo tempo. Se alguém deixa de resistir, pelo poder do Espírito Santo, a seus desejos pecaminosos e, pelo contrário, passa a viver segundo a carne, torna-se inimigo de Deus, e a morte espiritual e eterna o aguarda. Aqueles cujo amor e solicitude estão prioritariamente fixados nas coisas de Deus, podem esperar a vida eterna e a comunhão com Ele.

Ninguém se deixe enganar sobre a responsabilidade que pesa sobre os ombros do homem. A Bíblia nos fala isso de forma muito clara. As inúmeras advertências que encontramos nela acerca da nossa postura como servos de Deus, indicam que se não seguirmos as instruções conforme a Bíblia ensina, corremos o risco de não entrar no céu. A Palavra de Deus é o prumo que afere constantemente se estamos inclinando para o lado errado.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.

Compartilhar

2 thoughts on “A Palavra de Deus alcança o âmago de nosso interior.

  • 8 de fevereiro de 2022 em 06:32
    Permalink

    Deus abençoe poderosamente pastor… Quanta coisa boa Deus usou o senhor para nós abençoar com estas instruções

    Resposta
  • 8 de fevereiro de 2022 em 08:43
    Permalink

    Deus abençoe pastor por essa dedicação ao reino de Deus.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.