Deus confirma a promessa de restaurar o seu povo.

Amós 9: 14
 “E removerei o cativeiro do meu povo Israel, e reedificarão as cidades assoladas, e nelas habitarão, e plantarão vinhas, e beberão o seu vinho, e farão pomares, e lhes comerão o fruto”.

Os judeus dos dias de Amós perderam a noção do carinho e do amor que Deus tinha por eles. Os ricos estavam descuidados e confortáveis, e recusavam-se a ajudar os necessitados. Observavam os rituais religiosos na esperança de contentar a Deus, mas não o amavam verdadeiramente. Amós anunciou as advertências divinas de destruição, por causa de suas iniquidades. Não devemos pensar que frequentar uma igreja e ser bons seja o bastante, Deus espera que nossa crença nEle influa em todas as áreas de nossa conduta e se estenda a todas as pessoas e circunstâncias. Que as palavras de Amós nos inspirem a viver fielmente e de acordo com a vontade de Deus!

Amós era um profeta da tribo de Judá, chamado para transmitir uma mensagem essencialmente para as tribos do norte de Israel. Politicamente, Israel vivia um tempo de prosperidade, sob o longo e seguro reinado de Jeroboão II que, seguindo o exemplo de seu pai Joás, “restabeleceu… os limites de Israel” de modo significativo. Também foi um tempo de paz, tanto com Judá como com seus vizinhos mais distantes. A sempre constante ameaça da Assíria havia sido reprimida, possivelmente por causa do arrependimento de Nínive diante da pregação de Jonas. Espiritualmente, contudo, foi um tempo de grave corrupção e decadência moral.

Amós denunciou as graves injustiças sociais que estavam acontecendo durante sua vida, como pisar os pobres, afligir os justos e não ajudar os necessitados. Pelo relato de como os egípcios escravizaram o povo de Israel, podemos ver que o pecado pode se tornar a maneira normal de tratar o próximo em algumas sociedades, quando os governantes estabelecem leis e práticas injustas. Assim em muitas épocas da história, houve escravatura, preconceito e outros tipos de opressão sistemática das pessoas mais vulneráveis da sociedade, como os pobres e os necessitados. Dessa maneira, o grande problema já não afeta apenas uma pessoa, mas sim toda a sociedade. O pior, nesse caso, foi que esse tipo de injustiça social surgiu não numa sociedade pagã, mas sim no povo escolhido de Deus. Até quando anuncia um severo castigo, Deus aponta para um futuro de esperança. Ele anuncia a dispersão, o cativeiro e, depois, o fim do cativeiro. Deus revela seu interesse universal por nós. Ele ama a Etiópia tanto quanto ama Israel. E está preparando o tempo de um reino de abundância e plenitude. Deus ama a humanidade!

Em nome de Deus, Amós denuncia a injustiça, a corrupção e a opressão que reinavam no país. O povo não era sincero na prática da religião, e por toda parte havia injustiça e desonestidade. O profeta apela ao povo para que se arrependa e que todos voltem para Deus, fazendo o que é bom e odiando o que é mau.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.
– Bíblia de Estudo MacArthur.
– Bíblia do Semeador.

Compartilhar

2 thoughts on “Deus confirma a promessa de restaurar o seu povo.

  • 2 de março de 2022 em 10:52
    Permalink

    Explanação muito importante, devido o tempo em que vivemos, será que temos muitos irmãos em Cristo que vivem em meio a politica e não mais aplicam as verdades que a BIBLIA lhes ensinam a utilizar?
    Temos que apresentar a EBD a estes se tiverem! Pois sempre temos de sentar para aprender e depois levantar para ensinar e sim ensinar aquilo que vivemos! Será que muitos lideres Evangélicos e lideranças governamentais não estam vivendo como os lidere e governantes da aquela época? Porém Deus anuncia o cativeiro mas depois também anuncia a saída do cativeiro ou seja: Já fomos ao cativeiro (estamos nos mundo) agora já estamos esperando a saída do cativeiro ou seja estamos esperando o ARREBATAMENTO da igreja que será a libertação do cativeiro Deus nos abençoe.

    GPP Graça Paz e Prosperidade

    José EDUARDO TORRES

    Resposta
    • 2 de março de 2022 em 19:18
      Permalink

      Graça e Paz meu querido irmão.
      Obrigado por sua visita e comentário.
      Deus te abençoe.

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.