Falai a verdade.

Efésios 4:25
 “Pelo que deixai a mentira e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros”.

Mentir é fazer declarações propositalmente falsas; é meia verdade que envolve falsa impressão. Mentir não se trata especificamente de fazer uma declaração contrária a verdade, pois um exagero proposital é um tipo de mentira, como também o é uma declaração parcial proposital, neste caso, até mesmo as verdades proferidas com o intuito de enganar, naquilo em que visam iludir, não passam de mentiras.

Champlin, no vol. 4 de sua enciclopédia, diz que ‘os homens mentem, principalmente, a fim de enganar. Essa palavra é usada nas Escrituras para indicar as declarações falsas dos homens acerca de Deus e das realidades espirituais – “Pois mudaram a verdade de Deus em mentira e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém!”. A verdade divina é reduzida a uma mentira, pelas idéias e declarações dos homens. As mentiras dos homens pervertem, portanto, a verdade dita por Deus. Toda mentira cria uma falsa certeza – “Porquanto dizeis: Fizemos concerto com a morte e com o inferno fizemos aliança; quando passar o dilúvio do açoite, não chegará a nós, porque pusemos a mentira por nosso refúgio e debaixo da falsidade nos escondemos”.

Paulo, escrevendo aos crentes de Éfeso, introduz ensinos que não podem ficar apenas na área teórica, tais ensinos, segundo o apóstolo, devem fluir para a vida prática não por serem uma imposição doutrinária, mas pelo fato de termos compreendido os seus princípios. A aplicação destes ensinos paulinos denotam a forma como os compreendemos.

Paulo chama a atenção dos leitores sobre uma questão fundamental na vida do homem – a mentira.  Mentir tornou-se algo natural e extremamente comum em nossos dias. Embora, filosoficamente, há quem argumente que em certas ocasiões a mentira pode beneficiar em vez de prejudicar, porém, biblicamente, a mentira é criação do diabo – “Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira”.

Geralmente, queremos crer que estamos ajudando as pessoas ao mentir para elas, mas não é assim que funciona. Podemos não ver as tristes consequências de imediato, mas, mais cedo ou mais tarde, elas aparecerão. Além do mais, o inferno foi preparado para “todo aquele que ama e pratica a mentira“. Isso não significa que toda pessoa que mentiu algum dia irá para o inferno, mas sim que as pessoas cuja vida é controlada pela mentira – que amam a mentiram e que inventam mentiras – estão condenadas à perdição eterna. A vida do crente deve ser controlada pela verdade.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo NAA
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.
– Enciclopédia de Champlin vol. 4
– Comentário Bíblico Expositivo do Novo Testamento – Warren W. Wiersbe

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.