Deus é bondoso em tudo que faz.

Salmos 34:8
 “Provai e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia”.

Neste Salmo (34), vemos grandes bênçãos prometidas por Deus ao seu povo, mas muitas destas exigem a nossa participação ativa, ou seja, estão condicionadas ao que estamos fazendo a fim de que sejamos alcançados por elas. O Senhor promete que nos libertará de nossos temores, que dará proteção contra o mal, nos mostrará a sua bondade, suprirá as nossas necessidades, que estará com os ouvidos atentos quando clamarmos a Ele e irá redimir-nos, mas nós devemos fazer a nossa parte. Apropriamo-nos das bênçãos divinas quando buscamos a Deus; clamamos a Ele e confiamos no Senhor.

“Provar e ver” não significa que devemos verificar as credenciais de Deus, mas que devemos confiar, em todo o tempo, no Senhor. Quando nos dispomos a obedecer ao Senhor, descobrimos que Ele é bom e generoso em toda em qualquer circunstância. Até mesmo quando somos exortados ou repreendidos por Ele, é notória a Sua bondade e generosidade não nos tratando conforme nossos atos merecem – “Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos retribuiu segundo as nossas iniquidades”.

Quando iniciamos a nossa caminhada na vida cristã, nosso conhecimento a respeito de Deus é parcial e incompleto. Á medida que passamos a confiar nEle diariamente, experimentamos o quanto Ele ê bom. Deus envia seus anjos para proteger e salvar seus santos de todo mal físico e espiritual. Esta promessa de intervenção divina pertence somente aos que na verdade temem a Deus.

À princípio, podemos questionar aquilo que o salmista declara neste Salmo (34) porque parece que muitas coisas boas nos faltam. Mas, o Senhor nunca garantiu que teríamos tudo o que quiséssemos, mas que tudo o que tivéssemos seria uma evidência da Sua bondade. Nosso Deus sabe do que precisamos (no aspecto material), porém, Ele quer nos fazer entender que as nossas necessidades mais profundas são as espirituais. Embora alguns crentes, por um lado, enfrentem insuportável pobreza e sofrimentos, por outro, têm alimento espiritual suficiente para viver para Deus.

Por isso o salmista afirmou que, se tivermos Deus, temos tudo o que realmente precisamos, Deus é o suficiente. Geralmente, desejamos escapar de problemas como a tristeza, a perda, as doenças, os fracassos e até as pequenas frustrações que constantemente enfrentamos. Quando estas coisas surgirem, não devemos nos sentir frustrados em relação a Deus.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.

OBS: Ao examinar a lição desta semana, podemos verificar que a referência bíblica para este devocional é o versículo acima e, não o sugerido pela revista. 

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.