O deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos.

2 Coríntios 4:3,4
 “Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus”.

Geralmente pensamos que o diabo tem poder somente para agir no mundo, nos corações dos ímpios e depravados, mas, como a própria Bíblia nos ensina, ele age, também, nos círculos mais elevados moralmente, travestindo-se em “um anjo de luz”. Deveras, até assiste às reuniões de algumas igrejas, o que é indicado pela sua presença no ajuntamento dos anjos (Jó fala sobre isso), e quando Paulo faz o uso dos termos – “doutrinas de demônios” e “a sinagoga de Satanás”. Frequentemente seus agentes se fazem passar como “ministros de justiça”. A razão que o leva a frequentar as reuniões religiosas é o seu malicioso intento de destruir a igreja, porque ele sabe que uma vez perdendo o sal da terra o seu sabor, o homem torna-se vitima nas suas mãos inescrupulosas.

Não nos enganemos quanto ao que Paulo quer dizer quando fala sobre “incrédulos”. Esse grupo de pessoas, geralmente, se encontra dentro das igrejas. Sempre digo que ímpio é o que vive segundo os critérios do sistema do mundo, enquanto que incrédulo é o que, às vezes, está assentado do nosso lado dentro da igreja.

O problema do incrédulo é que ele pensa que o seu problema está somente na esfera do entendimento. Ele pensa que o que o faz diferente dos outros é apenas o “ponto de vista”, porém, seu problema com a incredulidade vai muito além da mera compreensão das coisas espirituais. E, os incrédulos, é o grupo preferido de Satanás. Através destes, Satanás opera dentro da igreja para promover todo tipo de desordem – ensinos demoníacos, dissensão e divisão entre os irmãos – para minar a fé.

Somos advertidos enfaticamente pela Bíblia que todo o tipo de relação que Satanás tem com a raça humana, têm por objetivo enganar e arruinar, afastando a nossa mente de Deus e induzindo-nos a infringir Suas leis. Esses objetivos são alcançados por meio da ‘possessão’ de demônios produzindo efeitos sobre-humanos que ao ignorante e desconhecedor parecem divinos. Satanás exige e consegue a obediência implícitas pela imposição de sofrimentos físicos e por falsas promessas e temíveis ameaças.

Não nos enganemos quanto ao tipo de relacionamento que Satanás tem em relação à raça humana – Ele aborrece a imagem de Deus em nós; odeia até mesmo a natureza humana que possuímos, com a qual se revestiu o Filho de Deus; odeia a glória externa de Deus, para a promoção da qual temos sido criados e pela qual alcançaremos a nossa própria felicidade eterna. Satanás se retorce de raiva por causa da nossa felicidade. Felicidade para a qual estamos destinados, porque ele mesmo a perdeu para sempre.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.
– Bíblia de Estudo NAA
– Conhecendo as Doutrinas Bíblicas, Myer Pearlman

Compartilhar

Erivelton Figueiredo

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.