Devocional lição 11/ 1ºtrim 2017, Quinta-feira – Temperança na alimentação.

Provérbios 23:2
“… e põe uma faca à tua garganta, se és homem glutão”.

O princípio do equilíbrio é uma das leis naturais do universo, o controle perfeito que Deus exerce em toda criação está descrito em Jó:

A isto, ó Jó, inclina os teus ouvidos; para, e considera as maravilhas de Deus. Porventura sabes tu como Deus as opera, e faz resplandecer a luz da sua nuvem? Tens tu notícia do equilíbrio das grossas nuvens e das maravilhas daquele que é perfeito nos conhecimentos?” 

O propósito de Deus é que todo crente tenha uma vida temperada, moderada e equilibrada, e isso é abrangente, ou seja inclui equilíbrio físico, sentimental, emocional e espiritual. O crente que tem a vida moderada, equilibrada, evita os extremos de comportamento ou expressão, ele conserva o justos e apropriados limites divinos.
Quero abordar neste devocional os dois extremos dentro da religião: o legalismo e o liberalismo.

Legalismo e liberalismo são dois posicionamentos antagônicos, porém, gerados de uma mesma raiz, o pensamento cristão, gerados pelo mesmo pai, o cristianismo. Duas formas teológicas de abordagem do mesmo assunto, porém com posicionamentos distintos.
O liberalismo, num sentido abrangente, são doutrinas, pensamentos, atos, atitudes, etc., contrários, de alguma forma, à Palavra de Deus. O liberalismo não se limita, nesse caso, a incoerências teológicas, refere-se a desvios teológicos (que é o principal tipo de liberalismo), eclesiásticos (relativos a práticas litúrgicas) e consuetudinários (relacionados com usos, costumes, práticas, etc.).
O legalismo, num sentido amplo, é uma posição doutrinária que enfatiza um sistema de regras e regulamentos para alcançar salvação e crescimento espiritual. Legalistas acreditam que é necessário ter uma aderência estrita e literal a essas regras e regulamentos. Aqueles que defendem uma posição legalista podem até deixar de entender o verdadeiro propósito da lei, a qual é para ser um “professor” ou “tutor” para nos levar a Cristo.

Bom, diante do que foi dito, precisamos ser precavidos sobre qual posicionamento dentro das igrejas. Enquanto precisamos ser graciosos uns com os outros e tolerantes no desacordo sobre assuntos disputáveis, não podemos aceitar as heresias. Somos exortados a batalhar pela fé que, uma vez por todas, foi entregue aos santos. Se nos lembrarmos dessas diretrizes e então aplicá-las em amor e misericórdia, estaremos protegidos contra o legalismo, liberalismo e heresia.

Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. Nisto reconheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo“.

Meu querido, minha querida, entenda que tudo quanto fazemos que desonra o corpo, consequentemente, estamos desonrando a Deus, por isso é necessário que tenhamos uma vida em temperança e moderação.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.