Devocional lição 09/ 2º trim 2017, Quarta-feira – Deus é longânimo e grande em benignidade.

Jonas 4:2
E orou ao SENHOR e disse: Ah! SENHOR! Não foi isso o que eu disse, estando ainda na minha terra? Por isso, me preveni, fugindo para Társis, pois sabia que és Deus piedoso e misericordioso, longânimo e grande em benignidade e que te arrependes do mal

Quando nossa reputação está acima do nosso caráter e quando pomos nossa auto-satisfação acima dos interesses de Deus, corremos o risco de darmos um valor inestimável a nós mesmos e ignorarmos as nossas responsabilidades espirituais. Estarmos no lugar certo e na hora certa é providência de Deus.

Jonas estava preocupado com sua reputação de profeta e com sua condição de judeu. Como profeta, Jonas estava certo de que, se anunciasse o julgamento aos ninivitas e eles se arrependessem, Deus os perdoaria e não mandaria seu julgamento, logo Jonas seria considerado um falso profeta. A mensagem de Jonas simplesmente anunciava o julgamento iminente sem oferecer condições para a salvação.  E, na condição de judeu, Jonas sabia que seus amigos judeus iriam querer a destruição de todos os assírios e não só do povo de Nínive. Quando ficassem sabendo que Jonas havia sido um instrumento para salvar Nínive da ira de Deus, iriam considerá-lo um traidor dos judeus. Jonas cultivava um patriotismo tão intenso que considerava a Assíria um inimigo perigoso a ser destruído e não um grupo de pecadores arrependidos a ser conduzido ao Senhor.

Na sua paixão exagerada pelas lutas históricas do seu povo, Jonas perdera a visão do todo. Tornou-se cativo de uma visão da vida que o cegava para as perspectivas da intenção de Deus na história. E esta realidade de ter ficado cego a outras intenções de Deus para a história resultou do fato de que sua mente ficou encharcada ideologicamente.  Ideologia é um pensar sistemático em relação à realidade da história, pensar esse que se torna uma verdade absoluta, pela qual se vê e se julga a vida. Ela pode ser religiosa, política, econômica, social, cultural e étnica. A ideologia religiosa é algo que precisamos estar atentos e usarmos o senso crítico, para não permitirmos ser levados ou persuadidos por ela.

Hulda não chamou para si a responsabilidade de profetisa, mesmo tendo Jeremias e Sofonias como contemporâneos, ficou na sua posição até ser chamada a essa responsabilidade. Da sua posição de profetisa, não via o povo da Judá como merecedores da ira divina, e muito menos “torcia” para que isso acontecesse. A sua pregação era com a intenção de promover o que realmente aconteceu: um desejo nacional de arrependimento.
Hoje, temos muitos “doutrinadores” que exultam na derrota dos irmãos e tem prazer em anunciar a ira de Deus, mas são incapazes de ensinar sobre a benignidade e a longanimidade de Deus. Profetizam sobre juízo divino e calam-se sobre a salvação pelo arrependimento.

A Palavra de Deus é o grande agente tanto na grandiosa obra de julgamento como na conversão do homem.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.