Devocional lição 10/ 2º trim 2017, Terça-feira – O valor da hospitalidade.

Hebreus 13:2
Não vos esqueçais da hospitalidade, porque, por ela, alguns, não o sabendo, hospedaram anjos

Mesmo estando nas melhores fases, a vida parece ser uma série interminável de situações desafiadoras, pressões pessoais, pequenas crises e decisões difíceis. A maioria desses problemas envolve de alguma forma as pessoas. De fato, os relacionamentos estão no centro de muitas de nossas tensões e conflitos. Amamos nossa família, mas os cônjuges ocasionalmente não se entendem e deixam de cumprir as expectativas. Os filhos consomem a nossa energia e sobrecarregam a nossa paciência com suas exigências de tempo e atenção. Os filhos adultos se afastam e os pais envelhecidos se intrometem ou exigem cada vez mais atenção e cuidado. 

O círculo de relacionamentos fora de casa também pode ser exigente. A atmosfera no trabalho pode ser tensa por causa da competição entre os colegas, das exigências dos superiores e decepções com os empregados. Os líderes de igreja parecem estar sempre insistindo conosco para maior envolvimento pessoal no ministério. Vizinhos barulhentos nos incomodam. Os empregados das lojas nos ignoram ou confundem os nossos pedidos. Os professores não entendem as necessidades dos alunos. Algumas vezes pensamos que a vida seria muito mais fácil sem as pessoas e os desafios estressantes que elas apresentam.

Até mesmo o relacionamento pessoal com Deus tem seus momentos difíceis. Deus evidentemente não é ingrato, injusto ou superexigente como alguns indivíduos. Mas Ele também não se compraz em ficar afastado do Seu povo, pois deseja que tenhamos comunhão com Ele mediante a adoração e a oração. Ele nos encoraja a crescer à Sua semelhança, aprendendo a sua Palavra e abrindo espaço para o Seu Espírito que habita em nós. O Senhor ordena que contemos a outros a diferença que Ele faz em nossa vida. Na realidade, é a nossa associação com um Deus que nos ama que impede o nosso afastamento das pessoas que mais criam problemas em nossa vida.

Algumas vezes nos consideramos inaptos para andar com Cristo e lidar com esses problemas. Gritamos para Deus quando as pressões aumentam. “Não aguento mais. Não sou à prova de pessoas.” Todavia, Deus continua testando-nos, rodeando-nos de todos os tipos de gente. Deus não nos fez para sermos ilhas solitárias. Ele nos fez sob medida para nos relacionarmos com pessoas de toda espécie, até mesmo as que esgotam a nossa paciência. Nenhum de nós, nem mesmo os mais mal-humorados e introvertidos, pode demitir-se, fechando-se em sua concha. Conviver com as pessoas, ajudá-las, resolver suas dificuldades, consolá-las, acolhe-las e guiá-las a Cristo, é para isso que fomos feitos. O amor requer um objeto para ser amado. E Deus nos deu então uns aos outros.

Ter Jesus como hospede não basta. É imprescindível que dediquemos a Ele toda nossa atenção.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.