Devocional lição 06/ 3º trim 2017, Terça-feira – O pecado está presente em todos.

Eclesiastes 7:20
Na verdade, não há homem justo sobre a terra, que faça bem e nunca peque

A Bíblia ensina que, mesmo que nunca tivéssemos pecado, ainda assim seríamos contados como pecadores diante de Deus. É comum ouvirmos a afirmação: “As pessoas são basicamente boas”. Embora se admitia que ninguém é perfeito, essa afirmação minimiza a impiedade humana. Se as pessoas são “basicamente” boas, por que o pecado é universal?
Ocasionalmente, alguém sugere que todas as pessoas pecam por que a sociedade exerce uma influência muito negativa sobre elas. Tais pessoas veêm o problema no meio ambiente e não na natureza humana. 

Pecado é um conceito religioso. Crime é um conceito jurídico, mas pecado é um conceito religioso. Crime é algo contra alguém, contra o Estado ou contra a humanidade (os crimes de guerra, por exemplo). Pecado é sempre algo voltado contra Deus. Uma coisa pode não ser crime, como o egoísmo, por exemplo. Nenhum código de leis proíbe o egoísmo ou o declara como crime. Mas é pecado. O ódio pode ter conseqüências criminosas, mas ele, em si, não é crime. Mas é pecado.

Vivemos numa sociedade irreligiosa. Nela, conceitos teológicos são vistos como descartáveis porque as pessoas vivem muito mais em termos de conveniências do que de convicções. Mas o que é pecado?
É um ato de desobediência a uma ordem expressa de Deus. Voltemos a Adão, a ênfase, na interpretação correta do acontecido, deve ser na proibição e não na árvore ou fruto. Este é circunstancial. No texto de 3:6, se vê que o pecado faz um apelo aos sentidos: gustação, vista e tato. “Desejável para dar entendimento” mostra a singularidade do homem: ele quer entendimento. Difere da criação que quer subsistência, somente. Entenda-se, porém, que o pecado não é buscar entendimento. Provérbios exorta o homem a ter entendimento. O pecado é buscá-lo em Satanás. Pecado, é uma atitude diante de Deus, bem mais do que atos. É desobediência e rebelião. O pecador, portanto, nunca é um coitado ou uma vítima do meio, da deseducação ou produto da falta de oportunidade, no ensino do Antigo Testamento. É alguém que é pecador porque optou pelo pecado.

As definições para “pecado” podem variar, mas devemos guardar uma coisa: pecado é sempre contra Deus. Mesmo quando agimos mal contra os outros, estamos pecando contra Deus, não contra eles. Contra eles agimos mal. Contra Deus pecamos. “Contra ti, contra ti, somente pequei, e fiz o que é mau diante dos teus olhos”, foi a declaração de Davi após o mal contra Urias e o adultério anterior com Bate-Seba. Ele errou com os dois, mas pecou contra Deus. O alvo que não acertamos, o padrão que não alcançamos, a lei que quebramos, tudo é vindo de Deus. Por isso pecamos contra ele. As leis sociais vêm dos homens. Por isso o crime é contra os homens. O pecado é contra Deus. Sempre é bom reafirmar isso. Mesmo não sendo criminosa, uma pessoa é pecadora. Alguém pode ser um cidadão de conduta exemplar, nada transgredindo de leis humanas, mas será pecadora, porque em algum momento de sua vida terá desagradado a Deus.

O instinto do homem culpado é fugir de Deus. E assim como Adão e Eva procuraram esconder-se entre as árvores, da mesma forma as pessoas hoje em dia procuram esconder-se nos prazeres e em outras atividades.

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Erivelton

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.