Jesus deu poder à sua Igreja para subjugar os demônios.

Lucas 10: 17-19
E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam. E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu. Eis que vos dou poder para pisar serpentes, e escorpiões, e toda a força do Inimigo, e nada vos fará dano algum.”

As lições deste primeiro trimestre de 2019 (ainda que não tenhamos iniciado o ano) tem como objetivo principal, despertar os crentes para a dura realidade em que ele está contextualizado – a cruenta batalha espiritual. Ao contrário do que muitos crentes pensam, não somos apenas figurantes neste cenário de guerra, somos os protagonistas de uma guerra que, muitas das vezes, parece ser desiquilibrada no sentido de estarmos sempre em desvantagem, contudo, temos, disponibilizados pelo nosso GENERAL, todos os recursos necessários para sairmos desta batalhas mais que vencedores.

2019 já está com as dores do parto e, para nós crentes, isso não significa o raiar de um novo tempo ou de um novo dia, mas, uma outra oportunidade de nos tornar aquilo que nosso Deus anseia que alcancemos. Não serão os homens que elegemos que tornarão nossos dias mais agradáveis; nossa expectativa de dias melhores não se firma em conceitos, ideologias ou filosofias políticas, estamos confiados nas promessas de nosso Deus – tudo quanto Ele tem falado, nisto cremos que se cumprirá.

O ano que está nascendo, não será melhor do que o que passou e, muito menos, será pior do que o que virá. Cada dia que passa, nós vemos como batalha vencida – o nosso Senhor tem nos dado a vitória. A medida que nos submetemos aos Seus paternais cuidados, não precisamos pegar em “armas”, Ele toma para Si nossas batalhas e as vence para nós.

Vivemos diariamente batalhas espirituais, nas quais nosso inimigo usará todos os meios ilícitos para nos derrotar. Mesmo em momentos em que estamos vivendo em aparente paz, jamais podemos “baixar a guarda”, pois, certamente, nosso inimigo está nos sondando e buscando um meio de infiltrar nossa defesa.

Somos o alvo principal de Satanás. Ele nos odeia pelo fato de ter sido feitos à semelhança de Deus. Ele nos odeia por que fomos feitos para que o nome de Deus seja glorificado. Ele nos odeia por que fomos criados para ser felizes e, mesmo tendo pecado, e por isso, fomos destituídos da glória do Senhor, ainda assim estamos destinados a viver eternamente felizes. Satanás odeia a felicidade. Satanás tem inúmeras razões para nos odiar, por que tudo o que ele tinha para desfrutar nos Céus, lhe está vetado, e ele sabe das coisas que nos estão reservadas lá.

Não são as batalhas, vencidas aqui neste mundo, que nos causam tanta felicidade, mas a esperança da coroa de glória que nos aguarda nos Céus.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Conhecendo as Doutrinas Bíblicas – Myer Pearlman

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.