Quando a presença do Senhor encheu o Templo.

II Crônicas 7: 2
E os sacerdotes não podiam entrar na casa do SENHOR, porque a glória do SENHOR tinha enchido a casa do SENHOR

Não temos a pretensão de dar uma definição exata do que é a GLÓRIA de DEUS, todavia, é minha intenção levar ao entendimento do leitor o que, de fato, ela representa, como, quando e por que se manifesta. De início já somos conhecedores de que Deus começou a manifestar a Sua Glória na criação de todas as coisas. A finalidade com que Deus criou todas as coisas é para que Seu nome fosse exaltado em tudo e por todos.

A Glória de Deus, algumas vezes, descreve o esplendor e majestade do próprio Deus, é uma manifestação tão grande e extraordinária que nenhum ser humano pode vê-la, na sua plenitude, e continuar vivo – “Então, disse Moisés: Rogo-te que me mostres a tua glória. Porém ele disse: Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti, e proclamarei o nome do SENHOR diante de ti; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem eu me compadecer. E disse mais: Não poderás ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face, e viverá”.

Quando no ápice da nossa alegria exclamamos que contemplamos a Glória de Deus, isso é apenas, e tão somente apenas, uma ínfima sombra do que realmente é a Glória do Senhor. A descrição que Ezequiel dá das visões que teve da manifestação da Glória de Deus, ainda no cativeiro, sem dúvida alguma, são descritas dentro das limitações racionais do profeta que, usando tudo o que de mais belo e valioso ele conhecia na época, intentou nos transmitir com fidelidade somente algo que se assemelhava com a Glória de Deus.

O termo hebraico “shekinah” é usado para designar a Glória de Deus. Embora, seu significado literal seja “habitação” e, neste sentido trata-se da “habitação de Deus”, ele traz em si a conotação de um lugar ou uma manifestação sublime, gloriosa e indescritível. No passado, a “shekinah” de Deus estava evidente em muitas ocasiões: na coluna de nuvem e fogo; os acontecimentos fenomenais no monte Sinai; no Tabernáculo; pelo deserto sempre estava presente; e, no Templo erguido por Salomão. Na era cristã, ou seja, desde o nascimento de Jesus, Ele tem sido a nossa “shekinah”. E, às vezes, ouço muitos irmãos indagando o porquê Deus não se manifesta no meio da igreja como no passado. Ora, é pelo simples fato de que JESUS CRISTO é a maior expressão da “shekinah” de Deus. Se queremos ver a Glória de Deus no meio da igreja, basta estarmos com o olhar fixo em Jesus.

Por fim, se não conseguirmos vislumbrar a Glória de Deus dentro da igreja, então basta olharmos ao nosso redor, pois, como está escrito – “Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite. Não há linguagem nem fala onde não se ouça a sua voz”.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal – A Glória de Deus (p 1183)

Compartilhar

3 thoughts on “Quando a presença do Senhor encheu o Templo.

  • 20 de junho de 2019 em 12:28
    Permalink

    Bom dia, gostaria de está sempre informado através deste canal no que se diz respeito as sagradas escrituras,utilizo sempre alguns enrequicidores conteúdo s bíblicos para ministrar na escola dominical,desde já agradeço.

    Resposta
    • 20 de junho de 2019 em 18:31
      Permalink

      Graça e Paz meu amado.
      Siga-nos pela redes sociais – Facebook; Instagram; Twitter e Tumblr.
      https://twitter.com/Erivelton_blog
      Blog do Erivelton no Facebook, Instagram e Tumblr
      E receba diariamente as novidades do Blog.
      Ou se preferir, contate-nos pelo Whatsapp para ser cadastrado na transmissão diária.
      Forte Abraço

      Resposta
  • 21 de junho de 2019 em 22:09
    Permalink

    Muito rico seu conteúdo bem explicado tem me ajudado muito eu entender melhor, muito grato.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.