O conselho divino para a criação do homem.

Gênesis 1: 26
 “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra”.

Ano Novo, vida nova!

É interessante como essa expressão é tremendamente mal interpretada pelas pessoas, inclusive por alguns crentes. É incrível, apesar de estarmos no século vinte um, que ainda existam pessoas que imaginam ser o primeiro dia do ano a referência para todo o resto do ano, ou seja, da forma como se inicia será como vai ser no decorrer de todo o ano. Tem crente que reserva sua roupinha branca para a virada do ano; tem crente que entra no ano novo com pé direito; tem crente que só come arroz com lentilhas na noite do “réveillon”; enfim, não vamos perder tempo enumerando todas as aberrações místicas que envolvem a virada do ano, das quais muitos crentes são praticantes inveterados, pois, temos, neste primeiro trimestre de 2020, um assunto para tratar de extrema importância para a igreja que será útil para enriquecer nosso conhecimento de Deus e, por outro lado, servirá para desmistificar alguns fatos bíblicos que há anos são mal interpretados pelos crentes.

No decorrer deste trimestre nosso assunto será – A Raça Humana, sua origem, queda e redenção, e, a você caro professor(a) de EBD, ou até mesmo você caro leitor(a) sugiro debruçar-se sobre um bom livro de teologia sistemática e, jamais ignorando sua Bíblia, aprofundar-se; mergulhar neste assunto para que sejais mais edificados na verdade. Muitos conceitos que nos foram transmitidos precisam ser revistos à luz da INERRRANTE, INFALÍVEL e IMUTÁVEL Palavra de Deus. Por exemplo, em nenhum lugar da Escritura Sagrada vamos encontrar alguma referência sobre Adão ter sido um “boneco de barro”, a Bíblia diz que – “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”. Serão treze lições comentadas pelo nosso querido pastor Claudionor de Andrade, que nos incitarão a repensar antigos conceitos deste inebriante assunto.

Nesta primeira lição abordaremos a origem do ser humano e, enquanto a filosofia grega procurava a explicação do mundo num dualismo que envolve a eternidade da matéria, a igreja cristã desde o começo ensinava a doutrina da criação como um ato livre de Deus. A doutrina bíblica da criação não se limita apenas ao livro do Gênesis, ela se evidencia por toda a Bíblia e, por toda a Bíblia nos é revelado que o Senhor não tinha nenhuma necessidade de criar o que criou, mas que tudo quanto existe foi um ato da livre e soberana vontade do nosso Deus. A Bíblia não fornece nenhuma informação sobre a razão de Deus ter criado todas as coisas, por isso, não nos resta outra interpretação de que Ele tenha criado todas as coisas por um ato Soberano em concordância com Sua vontade e Glória.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Teologia Sistemática – Louis Berkhof

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.