O homem é um ser cultural.

Gênesis 2: 15
 “E tomou o Senhor Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar”.

Nenhum objeto é alvo de tantos estudos como o homem é. Inúmeras disciplinas se “debruçam” sobre o homem em busca de respostas para as infindáveis perguntas – filosofia, medicina, biologia, antropologia, história, etc. O árduo trabalho numa busca desenfreada para definir homem, consiste em procurar respostas para algumas perguntas essenciais: qual a natureza ou a essência do homem? Como se distingue ele dos outros seres orgânicos, especialmente dos animais superiores? Qual o lugar do homem no mundo? Qual sua missão ou seu destino? Como se relaciona com Deus?

A cultura é uma herança que o homem recebe ao nascer, no caso de Adão, Deus o formou já completamente dotado desta herança. Desde o momento em que é posta no mundo, a criança começa a receber uma série de influências do grupo em que nasceu: as maneiras de alimentar-se, o vestuário, a cama ou a rede para dormir, a língua falada, a identificação de um pai e de uma mãe, e assim por diante. Adão não passou por todos esses processos, mas, todos eles estavam incutidos em sua consciência. À proporção que vai crescendo, o ser humano recebe novas influências, do grupo que integra, do qual participa como uma personalidade em função do papel que nela exerce. Se individualmente o homem age como reflexo de sua sociedade, faz aquilo que é normal e constante nessa sociedade. Quanto mais nela se integra, mais adquire novos hábitos, capazes de fazer com que se considere um membro dessa sociedade, agindo de acordo com padrões estabelecidos. Esses padrões são justamente a cultura da sociedade em que vive.

Ainda que fossem apenas Adão e Eva que estivessem vivendo jardim, tanto Adão quanto Eva já tinham consciência de todas as suas responsabilidades como cidadãos daquele mundo. Devemos ter o cuidado, nesta questão, de não confundir herança biológica com a herança cultural. A biológica são traços genéticos que os filhos herdam de seus progenitores, enquanto que a cultural são os hábitos e costumes de uma sociedade. No caso de Adão e Eva, ambos viviam de acordo com um padrão divino – seus hábitos e costumes estavam coadunados com a vontade de Deus.

Sem sombra de dúvidas que, quando a Bíblia diz que o Senhor “pôs” o homem que formou no jardim que Ele havia plantado, podemos deduzir que Adão e Eva sofreram, ali no Éden, uma aculturação, eles tiveram que se adaptarem ao estilo cultural e social do jardim. 

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Doutrina do Homem – FEST – Filemom Escola Superior de Teologia

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.