O homem é um ser social.

Gênesis 2: 18
 E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele”.

Embora existam algumas pessoas que optam por viverem isoladas do resto do mundo, o homem foi criado para viver socialmente. A solidão ou o isolamento foi “diagnosticado” por Deus como um mal na vida de Adão. O convívio social é imprescindível e de extrema importância no desenvolvimento do ser humano. Ao criar o homem, nosso Deus não estava preocupado apenas com o louvor e glorificação que homem deve Lhe prestar, além disto, o Senhor estava preocupado com o bem-estar de todos os homens que surgiriam após Adão.

A união que Deus fez com Adão e Eva era a representação de uma sociedade perfeita. Ambos os “consorciados” tinha plena consciência de suas obrigações (direitos e deveres). O homem – Adão – não era um sócio majoritário, que lhe assegurava mais direitos que Eva, muito pelo contrário, ainda que ele fosse majoritário, o que estava reservado para ele eram as maiores responsabilidades e, dentre as responsabilidades existia uma que era a maior prioridade – zelar por Eva.

A família, como bem sabemos, é a base de toda e qualquer sociedade. Sobre uma base mal estruturada, qualquer edificação que se erga sobre ela, está fadada a ruir. E, durante muito tempo a família sofreu ataques terríveis. Ataques que tinham por propósito falir esta sociedade criada por Deus, pois, bem sabe Satanás que ao desestruturar a família, o caos na sociedade é inevitável. Porém, durante toda a onda de ataques que sofreu, a família (num sentido de sociedade) manteve-se firme, resistindo com bravura aos infames e incessantes bombardeios.

Como é, também, do nosso conhecimento, Satanás com o decorrer do tempo vai se “atualizando” e aperfeiçoando suas investidas contra a humanidade e, no que concerne a família suas investidas atualmente não é contra a família em si, ou seja, não é induzindo os cônjuges ao erro para conduzir à ruína do casamento – a família. Atualmente o propósito do diabo é destruir o conceito do termo família, pois, ele sabe que quando o conceito estiver totalmente deturpado, a família – vista como o projeto original instituído por Deus, estará completamente modificado. Assim, família não será mais a união de um macho com uma fêmea com o propósito de perpetuar a espécie, mas o ajuntamento de duas pessoas, independente, se são dois machos ou duas fêmeas.

A família é também a base da igreja. A Igreja de Cristo é tida como uma sociedade perfeita. Perfeita no sentido de que foi o Senhor quem a idealizou e, por conseguinte, a todos os membros desta sociedade é exigido que tivessem plena consciência de seus deveres e responsabilidades. O direito assegurado ao membro da família de Cristo é o de viver eternamente ao lado do Deus Trino, desfrutando de tudo quanto o Senhor promete.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

2 thoughts on “O homem é um ser social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.