Falsos profetas se levantam, mas cada um de nós deve estar atento à voz de Deus.

Jeremias 23: 16,17
 “Assim diz o Senhor dos Exércitos: Não deis ouvidos às palavras dos profetas que entre vós profetizam; ensinam-vos vaidades e falam da visão do seu coração, não da boca do Senhor. Dizem continuamente aos que me desprezam: O Senhor disse: Paz tereis; e a qualquer que anda segundo o propósito do seu coração, dizem: Não virá mal sobre vós”.

Geralmente, quando ouvimos falar sobre falsas profecias, inconscientemente, pensamos que estas quando forem pronunciadas serão facilmente identificadas, pois, segundo nosso parecer, elas estarão claramente fazendo oposição ao que prediz a Bíblia Sagrada. Ledo engano! Embora algumas profecias fazem aberta oposição ao que o Senhor diz em sua Palavra, entretanto, há outras que somente aqueles que conhecem a Sagrada Escritura tem a capacidade de identifica-las como falsas. Falso, no sentido bíblico, não é somente aquilo que está em oposição à verdade, falso é, também, aquilo que simula a verdade. Simula no sentido de que aquilo que falam está muito próximo do que realmente deveria ser, mas por um pequeno detalhe se revela como falso.

A respeito do que escrevemos inicialmente, o exemplo mais prático que podemos citar são as “profecias” anunciadas por diversos pregadores a respeito da situação que muitas pessoas estão vivendo. Pessoas que estão dentro das igrejas, mas que não têm nenhum compromisso com Deus e, muito menos, com a Sua obra. É nesse sentido que as palavras de Jeremias se aplicam. A promessa que Satanás faz, através dos falsos profetas, às pessoas que vivem nessa condição é que não há a necessidade de se preocuparem em obedecer fielmente a Palavra de Deus, pois estão sendo guardadas por Ele. Se Deus não poupou o próprio povo, o que se dirá daqueles que não são Seu povo? E, povo de Deus não são aqueles que estão superlotando igrejas, mas, aqueles que Lhe obedecem fielmente.

Ainda que existam alguns exemplos na Bíblia de pessoas que saíram ilesas de algumas situações como, por exemplo, Ló que foi poupado da destruição de Sodoma e Gomorra, isso não significa que o Senhor sempre vai agir assim em favor dos seus servos. Há, também, exemplos na Bíblia de pessoas tementes a Deus que foram poupadas enquanto passavam por uma aflição como, por exemplo, Rute. Rute, durante um período da sua vida não tinha nenhuma fonte de sustento, contudo, não há registro bíblico de que em algum dia, tenha lhe faltado o alimento sobre a mesa.

Para ficar bem esclarecido, o falso profeta lança mão de textos bíblicos para pronunciar sua falsa profecia (foi o que Satanás fez com Jesus) aplicando-os com um sentido errado. O falso profeta diz que “Deus vai fazer” e, nisso ele não mente, pois está falando daquilo que está escrito na Bíblia, porém a profecia torna-se mentirosa quando o falso profeta diz sobre que condições Deus fará o que disse. Por exemplo, o Senhor diz em Sua Palavra que – “Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará à tua tenda”, mas Ele não está falando isso para todos os que ouvirem ou lerem essa palavra. Essa promessa se aplica aos que HABITAM no Seu esconderijo.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.