O profeta anuncia a vinda do Messias, como o renovo do Senhor.

Zacarias 3: 8
 “Ouve, pois, Josué, sumo sacerdote, tu e os teus companheiros que se assentam diante de ti, porque são homens portentosos; eis que eu farei vir o meu servo, o Renovo”.

O livro de Zacarias está entre aqueles que são conhecidos como “ profetas menores’. Como um dos três profetas pós exilio, junto com Ageu e Malaquias, ele ministrou para os judeus remanescentes que retornaram a Judá para reconstruir o Templo e sua nação. Como Ageu, ele encorajou o povo a concluir a reconstrução do Templo, mas sua mensagem foi muito além daqueles muros físicos e das questões daquela época. Com uma espetacular imagem apocalíptica c os detalhes que mencionou, ele falou a respeito do Messias, aquele a quem Deus enviaria para salvar o seu povo e reinar sobre toda a terra. Zacarias registra referências messiânicas detalhadas que foram claramente cumpridas na vida de Jesus Cristo. A reconstrução do Templo, ele diz, foi apenas o primeiro ato no drama dos tempos do fim e a introdução da era messiânica.

Teologicamente, o livro do profeta Zacarias divide-se em duas partes principais. A primeira parte (compreendida entre os capítulos 1—8) começa com uma exortação aos judeus para que voltem ao Senhor, para que também o Senhor se volte a eles. Enquanto encorajava o povo a terminar a reedificação do templo, o profeta Zacarias recebeu uma série de oito visões, garantindo à comunidade judaica em Judá e Jerusalém, que Deus cuida de seu povo, governando lhe o destino. As cinco primeiras visões transmitiam esperança e consolação; as últimas três envolviam juízo. A quarta visão contém uma importante profecia messiânica. A cena da coroação, descrita no capítulo 6 é uma profecia messiânica clássica do Antigo Testamento.

A segunda parte (que compreende entre os capítulos 9—14) contém dois blocos de profecias apocalípticas. Cada um deles é introduzido pela expressão: “Peso da palavra do Senhor”. O primeiro “peso” inclui promessa de salvação messiânica para Israel, e revela que o Pastor-Messias, que levaria a efeito tal salvação, seria primeiramente rejeitado e ferido. Deus está disposto a nos salvar. E sabe o que Ele escolhe para derrotar nossos inimigos? Um rei humilde, que não se incomoda em montar um jumentinho. Jesus quebra todas as barreiras e todas as pretensões humanas. Sendo Deus, viveu como homem e foi à cruz sem reclamar, por vontade, para pagar pelos nossos pecados.

O segundo “peso” focaliza a restauração e conversão de Israel. Deus prediz que Israel pranteará por causa do próprio Deus “a quem traspassaram”. Naquele dia, uma fonte será aberta à casa de Davi para a purificação do pecado; então Israel dirá: “O Senhor é meu Deus”. E o Messias reinará como Rei sobre Jerusalém.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia do Semeador.
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.
– Bíblia de Estudo Pentecostal.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.