Para ser semelhante ao nosso Senhor Jesus.

1 João 3:2
 “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos”.

Mais um trimestre de estudo bíblicos que se encerra e, mais uma vez, o Senhor, nos deu a oportunidade de nos tornarmos mais semelhantes a Ele (afinal, foi assim que fomos criados). Ter as características morais e espirituais do cidadão do Reino de Deus vivendo neste mundo, é algo que exige do crente grande esforço. São incontáveis batalhas a serem vencidas; são indescritíveis obstáculos a serem transpostos; e, como se isso fosse pouco, há uma enorme multidão seduzindo-nos a acompanha-la, instigando-nos a aceitar seus conceitos e costumes. Porém, não obstante a tudo isso, o crente fiel tem se mantido fiel a Deus e a Sua Palavra.

A verdade que Deus é nosso Pai celestial e que nós somos seus filhos é uma das maiores revelações do Novo Testamento. Ser filho de Deus é o privilégio mais sublime da nossa salvação – “Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo”. Ser filho de Deus é a base da nossa fé e confiança em Deus e da nossa esperança da glória futura. Como filhos de Deus, somos herdeiros de Deus e coerdeiros com Cristo.

Deus quer que nos tornemos cada vez mais conscientes, mediante o Espírito Santo, o “Espírito de adoção”, de que somos seus filhos. Sermos filhos de Deus é a base da nossa disciplina pelo Pai e a razão de vivermos para agradar a Deus. O alvo final de Deus ao nos tornar seus filhos é salvar-nos para sempre – “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” e nos conformar (tornar semelhantes) à imagem do seu Filho – “Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos”.

A vida cristã é um processo no qual nos tornamos cada vez mais semelhantes a Cristo. Este processo não estará completo até que vejamos a Cristo face a face – “Mas a nossa cidade está nos céus, donde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas”. Saber que este é o nosso destino final somos motivados à purificação pessoal. Manter-se puro significa manter-se moralmente correto, livre da corrupção do pecado.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.
– Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.