Blog do Erivelton Figueiredo

"𝓔, 𝓵𝓲𝓫𝓮𝓻𝓽𝓪𝓭𝓸𝓼 𝓭𝓸 𝓹𝓮𝓬𝓪𝓭𝓸, 𝓯𝓸𝓼𝓽𝓮𝓼 𝓯𝓮𝓲𝓽𝓸𝓼 𝓼𝓮𝓻𝓿𝓸𝓼 𝓭𝓪 𝓳𝓾𝓼𝓽𝓲𝓬̧𝓪". 𝓡𝓶 6:18

Devocionais EBD

Contribuir para a obra missionária é um investimento espiritual.

II Coríntios 9: 6-8
 “E digo isto: Que o que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia em abundância em abundância também ceifará. Cada um contribua segundo propôs no seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria. E Deus é poderoso para tornar abundante em vós toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, toda suficiência, superabundeis em toda boa obra”.

Geralmente ficamos hesitados em doar generosamente a Deus devido à preocupação de não termos o suficiente para atender às nossas próprias necessidades. Paulo assegurou aos coríntios (e a nós também) que Deus é poderoso para atender as necessidades dos seus filhos. Aquele que doa pouco receberá pouco. Não podemos deixar que a falta de fé nos impeça de doar alegre e generosamente. Nossa atitude é mais importante do que a quantia que doamos. Não temos que nos envergonhar se pudermos dar apenas uma pequena contribuição. Deus está interessado na maneira como ofertamos, a partir dos recursos que temos.

Devemos ter a consciência de que não é o volume de oferta que chama a atenção do nosso Deus. Ao declarar que quem semeia pouco pouco ceifa, Paulo não está se referindo ao volume de dinheiro, mas tão somente à forma como se está ofertando. O que o apóstolo está ensinando é que Deus vai retribuir segundo as intenções do coração daquele que oferta. Isso tem que ficar bem esclarecido porque os ‘lobos’ vorazes que estão no meio da igreja usam esse texto como pretexto para extorquir dinheiro dos fiéis. O argumento deles é de que Deus vai abençoar na mesma proporção que ofertamos.

Toda e qualquer oferta levantada nas igrejas devem ser entregues por gratidão a Deus. Essa é a proposta que deve estar constantemente em nosso coração – GRATIDÃO. Gratidão por ter o que ofertar; gratidão pela oportunidade e privilégio que o Senhor nos dá de fazê-lo; gratidão pela honra de podermos ser úteis na gloriosa obra de Deus; gratidão a Deus por nos dar condições de ofertar. Deus é tremendo! Ele mesmo nos dá os recursos para usarmos em favor de nossos irmãos – “Quem primeiro me deu, para que Eu haja de retribuir-lhe? Pois o que está debaixo de todos os céus é meu.

Quando Paulo disse que o “nosso trabalho não é vão no Senhor”, ele estava dizendo que tudo quanto fizermos em favor do Reino de Deus será recompensado pelo nosso Deus. Trabalho, neste caso, se aplica a tudo o que realizarmos, inclusive as ofertas e dízimos. E, para finalizar, queremos dizer que Deus não negocia bênçãos com ninguém. Suas bênçãos são decorrentes daquilo que está proposto no nosso coração.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.
– Bíblia de Estudo e Aplicação Pessoal.

Compartilhar

Erivelton Figueiredo

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.