Blog do Erivelton Figueiredo

"𝓔, 𝓵𝓲𝓫𝓮𝓻𝓽𝓪𝓭𝓸𝓼 𝓭𝓸 𝓹𝓮𝓬𝓪𝓭𝓸, 𝓯𝓸𝓼𝓽𝓮𝓼 𝓯𝓮𝓲𝓽𝓸𝓼 𝓼𝓮𝓻𝓿𝓸𝓼 𝓭𝓪 𝓳𝓾𝓼𝓽𝓲𝓬̧𝓪". 𝓡𝓶 6:18

Devocionais EBD

Compreendendo de maneira plena a importância do sustento missionário.

Gálatas 6: 6
 “O que está sendo orientado na Palavra deve compartilhar tudo o que possui de bom com aquele que o instrui.” (KJA)

Pareceu-nos por bem usar o texto da versão da Bíblia King James Atualizada por estar mais próximo do original grego e, assim, podermos entender com mais clareza o que, de fato, a Palavra de Deus nos ensina acerca do sustento que devemos dar aos missionários. Embora quase tudo que desejamos fazer envolva dinheiro, todavia, muitas das necessidades que muitos missionários padecem, necessariamente, não serão supridas por pelo dinheiro. O texto bíblico é claro – devemos compartilhar tudo o que possuímos de bom e, algumas vezes, não possuímos dinheiro, mas temos liberalidade e voluntariedade.

Outros textos bíblicos foram sugeridos como referência para esta leitura diária e procuraremos falar um pouco sobre cada um. No texto da carta escrita aos Romanos (15:15-18) Paulo está ensinando aos crentes que da mesma forma que para o evangelho chegar até nós (gentios), alguém se dispôs a sair da sua zona de conforto atendendo ao chamado de Cristo, não se preocupando ou se afligindo com o dia seguinte – “Não pergunteis, pois, que haveis de comer ou que haveis de beber, e não andeis inquietos” – nós, agora, com o mesmo sentimento, devemos voluntariamente e com liberalidade cooperar de alguma forma com o trabalho dos missionários.

Na primeira Carta que Paulo escreveu a Timóteo (5:18), Paulo fala sobre o cuidado que Deus sempre teve (desde o início de tudo) com os que trabalham em favor do Seu Reino. O termo bíblico ‘salário’ usado por Paulo não se refere ao que conhecemos hoje. Naquele tempo salário não representava exclusivamente dinheiro, mas era a recompensa acordada entre as partes (senhor e trabalhador) pelo trabalho executado. Não queremos com isso incentivar os crentes a deixarem de ofertar na sua igreja, muito pelo contrário, nosso desejo é o de conscientizar cada crente da sua responsabilidade como membro do ‘corpo de Cristo’. Ninguém poderá se escusar da responsabilidade argumentando que não tem dinheiro.

E, na primeira carta escrita aos Coríntios (9:9-14), Paulo nos ensina que o desejo do nosso Deus é nos usar como instrumentos para abençoar outras pessoas e, para isso, devemos colocar à disposição do Senhor tudo o que somos e tudo o que possuímos. Estejamos conscientes que não somos nada e não temos nada sem a benignidade do nosso Deus. E, por outro lado, se não houver em nós o desejo de cooperar, sem duvida alguma, o Senhor suscitará outras pessoas a fazerem aquilo que tivemos a oportunidade, mas que recusamos.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo Pentecostal.
– Bíblia de Estudo e Aplicação Pessoal.

Compartilhar

Erivelton Figueiredo

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.