Blog do Erivelton Figueiredo

"𝓔, 𝓵𝓲𝓫𝓮𝓻𝓽𝓪𝓭𝓸𝓼 𝓭𝓸 𝓹𝓮𝓬𝓪𝓭𝓸, 𝓯𝓸𝓼𝓽𝓮𝓼 𝓯𝓮𝓲𝓽𝓸𝓼 𝓼𝓮𝓻𝓿𝓸𝓼 𝓭𝓪 𝓳𝓾𝓼𝓽𝓲𝓬̧𝓪". 𝓡𝓶 6:18

Devocionais EBD

O amor confirma a nossa vocação para a obra missionária.

Filipenses 2: 4; Tiago 1: 27; 2: 14-17
 ”Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.
 “A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e guardar-se da corrupção do mundo.
 “Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé e não tiver as obras? Porventura, a fé pode salvá-lo? E, se o irmão ou a irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e lhes não derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?

Diante de tudo quanto escrevemos sobre a janela 10-40 concernente ao trabalho missionário nos artigos anteriores, a nossa responsabilidade com missões, agora, deve estar mais acentuada. Se sabemos que o dever de cooperar com o trabalho missionário é um imperativo de Jesus aos seus seguidores, então, transformemos este conhecimento em uma vida dedicada ao Reino de Deus. Deixemos que a ‘brasa’ pela obra missionária que há em nosso coração arda intensamente. Conforme sempre dizemos – não somos o que somos e nem temos o que temos por nossa própria capacidade; tudo… tudo é Deus quem proporciona.

Filipos era uma cidade cosmopolita, e a composição da igreja refletia sua grande diversidade, com pessoas de vários níveis, de várias origens, formação e condições de vida. O doutor Lucas, no livro de Atos (cap.16) nos dá uma indicação da diversificada composição dessa igreja. Ela incluía tanto Lídia, uma judia convertida da Ásia e uma mulher de negócios próspera, como uma menina escrava, provavelmente nascida na Grécia; além do carcereiro que servia nessa colônia do império, talvez de origem romana. Com tantos membros de diferentes origens e formações, deve ter sido muito difícil manter a união.

Embora não existissem evidências de divisões na igreja, a unidade precisava ser resguardada. Paulo nos encoraja a nos resguardar contra qualquer forma de egoísmo, preconceito ou ciúme que podem levar à dissensão. Mostrar um interesse genuíno pelos outros será sempre um passo positivo para manter a unidade entre os crentes.

Na carta que escreveu aos crentes judeus que enfrentava adversidades na vida, Tiago, meio-irmão de Jesus, fala de dois princípios que definem o conteúdo do verdadeiro cristianismo – O amor genuíno pelos necessitados e a necessidade de se conservar santo diante de Deus. Nos dias do Novo Testamento, os órfãos e as viúvas tinham poucos meios de auto-sustento. Tiago diz que o amor ao próximo deve estar acompanhado do amor a Deus, expresso na separação das práticas pecaminosas do mundo. O amor ao próximo deve estar acompanhado da santidade diante de Deus; doutra forma, não é amor cristão.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Bíblia de Estudo e Aplicação Pessoal.
– Bíblia de Estudo Pentecostal.

Compartilhar

Erivelton Figueiredo

Cristão Evangélico; Obreiro do Senhor Jesus Cristo, pela misericórdia de Deus; Professor da EBD; Capelão; Estudante persistente da Palavra de Deus; Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus - Min. Boas Novas em Guarapari-ES. Casado com a Inês; pai do Hugo, do Lucas e da Milena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.