O marido deve amar a esposa de forma incondicional.

Efésios 5: 25
 “Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela”.

Paulo está exigindo dos crentes um comportamento absurdo, não é verdade? NÃO! Em primeiro lugar não é Paulo quem está exigindo isso, ele escreveu apenas aquilo que o Espírito Santo o impulsionou a escrever. Sendo assim, essa exigência não originou do apóstolo, mesmo porque, segundo os registros que temos da biografia de Paulo, tudo nos indica que ele não se casou, desta forma, como ele poderia falar de uma coisa que nunca sentiu – amor por uma esposa.

Ainda que Paulo não tivesse uma esposa, ele não desconhecia completamente o sentimento o qual ele estava exigindo dos maridos em relação às suas esposas, pois, tal sentimento era por ele percebido na condição de igreja do Senhor. Paulo mesmo que não tivesse uma esposa para amar como Cristo ama Sua igreja, ele se sentia amado na condição de Igreja do Senhor, então ainda que ele não pudesse demonstrar o amor ágape a uma esposa, ele reconhecia com que intensidade era amado por Cristo.

O que Paulo quer ensinar aos maridos sobre o casamento é que o casamento não é um cabo de guerra onde cada cônjuge, numa das pontas da corda, demonstra sua força e capacidade de liderança. As funções e posições de cada cônjuge no casamento estão bem definidas na Bíblia e o padrão para um casamento bem sucedido é a relação que Cristo tem com Sua igreja. Não estamos dizendo que não pode haver divergências de opiniões entre um casal, o que estamos dizendo é que tais divergências devem ser superadas de forma pacifica, respeitosamente e amigável.

A intenção de Paulo ao fazer a analogia do casamento do Cristo e sua Igreja é a de conscientizar os maridos da responsabilidade que eles têm não apenas com o casamento em si, mas também da responsabilidade que tem com as esposas. Responsabilidades que vão muito além de uma casa decente para morar e uma boa refeição sobre a mesa simplesmente. As responsabilidades dos maridos com as esposas, segundo as doutrinas bíblicas, envolvem, além de suprir as necessidades físicas, suprir as necessidades sentimentais, emocionais e espirituais.

O verbo “amai” tem a conotação de um comportamento que deve estar sempre em ação. O verbo não aponta ara uma atitude posicional – amou e pronto, mas, muito mais do que isso, ele denota que o sentimento deve ser inextinguível. É amar com a mesma intensidade independente do tempo que estão juntos.  O amor que reuniu marido e mulher no casamento deve ser alimentado e expresso à medida que os anos de casamento passam. Ao longo dos anos matrimoniais, o marido deve amar a esposa como eles se amaram no dia em que se casaram.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Comentário Bíblico do Novo Testamento Beacon

Compartilhar

2 thoughts on “O marido deve amar a esposa de forma incondicional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.