O Diabo é o pai da mentira.

João 8: 44
 “Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira”.

O significado que mais se encaixa no sentido bíblico para o termo “mentira”, é: afirmação contrária à verdade a fim de induzir a erro. No Wycliffe encontramos a seguinte definição: Falsa declaração ou informação deliberadamente transmitida como se fosse verdade. Qualquer coisa que tenha a intenção de enganar. Estejamos conscientes de que a mentira nem sempre está expressa de uma maneira clara, onde possa ser perceptível, muitas das vezes ela está expressa de forma dissimulada. Tão dissimulada, que conduz muitas pessoas ao engano.

O capítulo 3 de Gênesis no serve para mostrar como o diabo usa a mentira para enganar as pessoas. Quando fazemos uma análise minuciosa do texto, percebemos que ele usou a verdade como base para a sua mentira, a distorção que ele fez da verdade foi quase imperceptível. Na tentação de Jesus foi a mesma coisa, trechos da Escritura Sagrada citados por ele, denotando o profundo conhecimento que tem da Palavra de Deus, mas, foram citados fora do contexto, com propósito e motivação errada. Ainda que o que ele tenha mencionado esteja certo, contudo o texto, em si, não se aplicava aquele propósito (na tentação de Jesus).

Quem nos dá as informações sobre a verdadeira identidade do diabo, é o próprio Senhor, pois ninguém há que o conheça tão bem quanto o próprio Deus. Desta forma, o Senhor está nos alertando de que tudo quanto ele, o diabo, fala é para induzir as pessoas ao erro, embora ele use as verdades em determinadas ocasiões, contudo isso não faz dele um praticante da verdade. Para que se tenha um melhor entendimento do que falamos, sobre usar as verdades e não ser praticantes delas, isso é o mesmo que viajarmos de avião, estamos lá dentro, mas não sabemos pilotar a aeronave, ou seja, não é por estarmos dentro de um avião que podemos nos sentir habilitados para pilotá-lo. Assim é Satanás, ele pronuncia muitas verdades bíblicas, porém não pratica nenhuma delas.

O que faltou a Eva, penso eu, foi um diálogo mais sincero com Adão. Como escrevi anteriormente, ela deve ter julgado que a situação estava sob controle e que não precisaria incomodar seu marido. E, sendo um pouco mais audacioso nas minhas especulações, eu diria que ela até teve a intenção de falar com Adão, mas foi inibida pela falsa sensação de capacitação própria.

Se, de fato, Eva ficou em silêncio acerca do que estava acontecendo, e acredito com base na Escritura Sagrada que isso tenha acontecido, vejo no comportamento de Eva um prenuncio do movimento feminista.

Erivelton Figueiredo

Deus te abençoe.
Graça e Paz.

Referências:
– Dicionário Bíblico Wycliffe

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.